...
||MOBILE|RSS
RSS
+-TEXTO
AVALIAR
Dinheiro Vivo | Lusa

Por Dinheiro Vivo | Lusa

PUB
A chanceler alemã vai negociar com a oposição programas de crescimento para ver aprovado no Parlamento o Tratado Orçamental

Merkel vai promover programas de combate ao desemprego nos países do Sul da Europa

ddd
Mais uma dor de cabeça para a Alemanha
D.R.
27/03/2012 | 15:50 | Dinheiro Vivo

A chanceler alemã, Angela Merkel, quer negociar com a oposição programas de crescimento e combate ao desemprego no sul da Europa, em troca do voto favorável ao Tratado Orçamental no parlamento, noticiou hoje o Sueddeutsche Zeitung.

A aprovação do tratado intergovernamental, que se destina a impor uma maior disciplina financeira nos países da moeda única, necessita de uma maioria de dois terços nas duas câmaras do parlamento alemão (Bundestag e Bundesrat), porque implica a cedência de direitos de soberania dos Estados subscritores.

A coligação democrata-cristã e liberal liderada por Merkel, que dispõe apenas de maioria absoluta no Bundestag, e perdeu, entretanto, a maioria no Bundesrat, só conseguirá esse desiderato com os votos favoráveis dos sociais-democratas do SPD e dos ambientalistas de os Verdes.

O ex-ministro das Finanças Peer Steinbrueck, do SPD, confirmou ao jornal Rheinische Post que o pacote negocial do seu partido para aprovar o Tratado Orçamental inclui, de facto, um programa de crescimento para países do euro menos competitivos e a braços com elevadas taxas de desemprego, além de um imposto sobre transações financeiras.

Merkel já deixou claro, no entanto, que não aceitará que o referido imposto seja implementado apenas em alguns países da União Europeia, e muito menos só na Alemanha.

Dado que vários países comunitários recusaram liminarmente taxar as transações financeiras, os programas de apoios ao crescimento económico na Grécia, Portugal e Espanha podem tornar-se assim o ponto fulcral das negociações entre o governo e a oposição alemães para fazer passar o Tratado Orçamental no Bundestag e no Bundesrat.

A coligação democrata-cristã e liberal de Merkel precisa do apoio do SPD e dos Verdes para fazer aprovar o tratado fiscal

Comentar

Se está registado, faça Login

Perdeu a password?Se não tem conta,REGISTE-SE AQUI

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Conheça as Regras de Comunidade e Termos de Uso.

A Carregar...
Opinião&Blogs
Sílvia de OliveiraO melhor é o que aí vem
Por Sílvia de Oliveira
01:00
A saída mais fácil  Por Ricardo Reis
01:00
Calvário  Por João Adelino Faria
21:00
A prioridade  Por António Perez Metelo
Slideshows