...
||MOBILE|RSS
RSS
+-TEXTO
AVALIAR
Dinheiro Vivo | Lusa

Por Dinheiro Vivo | Lusa

PUB
O presidente executivo afirmou que Portugal vai ficar com uma das melhores fábricas de gelados e margarinas da Europa

Unilever Jerónimo Martins: "Vamos ficar com uma das melhores fábricas de gelados da Europa"

Alexandre Soares dos Santos
Alexandre Soares dos Santos
D. R.
16/05/2013 | 18:41 | Dinheiro Vivo

O presidente executivo da Unilever Jerónimo Martins disse hoje à Lusa que Portugal vai ficar com uma das melhores fábricas de gelados e margarinas da Europa com a modernização das unidades industriais de Santa Iria da Azóia.

António Casanova falava à Lusa após o anúncio de que a Unilever Jerónimo Martins (ULJM) vai investir 22 milhões de euros na modernização das unidades industriais em Santa Iria da Azóia até 2015 e descontinuar a produção da fábrica de Santarém até final do ano.

"Acho que vamos ficar com uma das melhores fábricas de gelados e margarinas da Europa", afirmou o gestor, que preside a empresa resultante da parceria entre a anglo-holandesa Unilever e a portuguesa Jerónimo Martins.

"Os investimentos já estão a decorrer" e no total "ultrapassam os 30 milhões de euros", adiantou.

Isto porque a empresa investiu no ano passado oito milhões de euros e os restantes 22 milhões serão aplicados até 2015.

A Unilever Jerónimo Martins decidiu descontinuar a unidade de Sacavém e concentrar a sua atividade no pólo industrial de Santa Iria da Azóia, apostando na área das tecnologias alimentares.

Este pólo, adiantou, vai ser alvo de uma remodelação de infraestruturas, vai aumentar a capacidade de produção de margarinas e gelados e terá uma fábrica nova de cones de bolacha.

Com a concentração da atividade em Santa Iria da Azóia a ULJM vai poupar custos, uma vez que descontinua a de Sacavém, e o pólo vai passar de três para quatro unidades industriais.

"Já tinhamos pensado nisto há já algum tempo", disse António Casanova.

Estas unidades produzem marcas como a Vaqueiro, Planta, Becel, Flora, Olá e Knorr.

O investimento permite reforçar a produção de margarinas, cremes para barrar e gelados e, consequentemente, aumentar o peso das exportações dos atuais 30% para mais de 50% da produção total.

Questionado sobre quais os mercados para onde o grupo exporta, António Casanova deu os exemplos dos gelados, que são vendidos para Espanha, das margarinas, que são exportadas para Holanda e Alemanha, e dos caldos Knorr, com saída para alguns países de língua oficial portuguesa.

"Temos uma das duas fábricas que produzem caldos Knorr para a Europa", apontou o presidente executivo da Unilever Jerónimo Martins.

Os 80 colaboradores da unidade de Sacavém serão todos integrados nas fábricas de Santa Iria da Azóia, localizadas a sete quilómetros de distância, segundo a empresa.

Atualmente, a ULJM conta com mais de quatro centenas de trabalhadores.

Com mais de 60 anos, a ULJM comercializa e distribui marcas como Alsa, Axe, Becel, Ben & Jerry's, Cif, Calvé, Comfort, Dove, Flora, Knorr, Lipton, Linic ou Skip, entre outras.

Unilever Jerónimo Martins (ULJM) vai investir 22 milhões de euros na modernização das unidades industriais em Santa Iria da Azóia

Comentar

Se está registado, faça Login

Perdeu a password?Se não tem conta,REGISTE-SE AQUI

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Conheça as Regras de Comunidade e Termos de Uso.

A Carregar...
Slideshows