...
||MOBILE|RSS
RSS
+-TEXTO
AVALIAR

Por Dinheiro Vivo | Diário de Notícias

PUB
O ministro da Saúde Paulo Macedo anunciou os novos valores das taxas moderadoras. O Governo prevê encaixar 100 milhões com este aumento

Uma urgência no hospital passa a custar 20 euros

Tomada de posse dos novos Administradores regionais de Saúde do Norte, Centro, Lisboa
Paulo Macedo, ministro da Saúde
Luís Manuel Neves
06/12/2011 | 07:33 | Dinheiro Vivo

Os valores das taxas moderadoras para 2012 mais do que vão duplicar em relação aos preços actuais, passando nos centros de saúde de 2,25 euros para 5 euros, anunciou na segunda-feira o ministro da Saúde.

A partir de janeiro de 2012, as consultas nos centros de saúde passam de 2,25 euros para 5 euros euros, enquanto nas urgências hospitalares a taxa moderadora passa de 9,60 euros para 20 euros, disse ontem Paulo Macedo no programa da RTP, Prós e Contras.

Segundo o ministro, "as taxas moderadoras vão depender do facto de ser uma urgência ou de ser uma consulta de cuidados primários".

"Estamos a falar de uma consulta poder passar para 5 euros e de uma urgência polivalente passar para 20 euros. Os valores ainda não foram publicados vão ter de ser objeto de uma portaria", indicou.


Com esta medida, o Governo prevê arrecadar uma receita de cerca de cem milhões de euros.


No final do mês passado, o secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde tinha dito no parlamento que menos portugueses vão pagar taxas moderadoras, devendo ficar de fora desta obrigação um milhão de portugueses.

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou ontem no programa Prós e Contras, da RTP1, os novos valores das taxas moderadoras

Comentar

Se está registado, faça Login

Perdeu a password?Se não tem conta,REGISTE-SE AQUI

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Conheça as Regras de Comunidade e Termos de Uso.

A Carregar...
Opinião&Blogs
Sílvia de OliveiraO melhor é o que aí vem
Por Sílvia de Oliveira
01:00
A saída mais fácil  Por Ricardo Reis
01:00
Calvário  Por João Adelino Faria
21:00
A prioridade  Por António Perez Metelo
Slideshows