...
25/10/2014 | 19:07 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por João Francisco Guerreiro

PUB
Comissário europeu salienta que ainda é cedo para "cantar vitória", mas espera que economia europeia ganhe dinamismo no próximo ano

Olli Rehn confirma retoma na UE com ajuda de exportações portuguesas

Olli Rehn
ERIC VIDAL
03/12/2013 | 13:44 |  Dinheiro Vivo

O comissário europeu para os Assuntos Económicos e Monetários afirmou hoje em Bruxelas que as exportações portuguesas contribuíram "fortemente" para o crescimento "de um modo global", na zona euro. Mas, entende que não é altura para "cantar vitória".

"Os nossos esforços para conter a crise estão a dar resultados e teremos de ter isso em conta. Mas, desde o verão temos visto uma reviravolta na Europa. Esperamos que a recuperação ganhe dinamismo no próximo ano", afirmou Olli Rehn, lamentando que a elevada taxa de desemprego não permite ainda "cantar vitória".

"A recuperação continua frágil e, na maior parte da Europa, o desemprego continua inaceitavelmente alto", afirmou Rehn.

No entanto, o comissário entende que Portugal e Espanha são bons exemplos no que diz respeito a "melhorias" no crescimento. Olli Rehn reiterou a importância das "exportações" em ambos os países que têm dado um "forte contributo" para o crescimento de "um modo global" na zona euro.

"A confiança está a crescer e a procura interna está a ganhar força, incluindo o investimento. Em países com a conta corrente deficitária, na última década vêem agora o produto das suas exportações a contribuir mais fortemente para o crescimento", afirmou Rehn.

Olli Rehn entende que Portugal e Espanha são bons exemplos no que diz respeito a "melhorias" no crescimento.

Opinião&Blogs
O melhor gestor de imagem
Por  João Adelino Faria
12:13
Taxar, cada vez mais   Por  Ricardo Reis
10:35
Durão (Fígaro) Barroso   Por  Pedro Bidarra
16:25
Obrigado, Governo   Por  Luís Reis Ribeiro
Slideshows