...
22/10/2014 | 14:48 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Dinheiro Vivo | Lusa

PUB
A adesão atingiu "o pleno" com mais quatro sindicatos, que se juntaram aos oito que compõem a plataforma, disse o dirigente sindical

Os 12 sindicatos da TAP juntam-se para a greve de 21 a 23 de março

TAP quer 1,5 milhões de membros
D.R.
08/03/2013 | 16:08 |  Dinheiro Vivo

A adesão à greve da TAP, marcada para 21 a 23 de março, atingiu "o pleno" com a adesão de mais quatro sindicatos, que se juntaram aos oito que compõem a plataforma, disse à Lusa o dirigente sindical André Teives.

"Os oito sindicatos já representavam mais de 90% dos trabalhadores, mas com estes quatro [sindicatos] a adesão é plena", confirmou o porta-voz da plataforma representativa dos trabalhadores da companhia aérea, considerando que "é sintomático" da contestação.

Esta semana, juntaram-se à paralisação o Sindicato dos Economistas, dos Contabilistas, dos Engenheiros e dos Engenheiros da Região Sul.

Em declarações à Lusa, André Teives realçou que "os oito sindicatos já demonstravam uma pluralidade única em 68 anos de história da TAP".

"Registamos com agrado que o Governo diga que está disponível para o diálogo", afirmou, manifestando a disponibilidade dos sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP para o diálogo.

Os oito sindicatos avançaram com pré-aviso de greve na TAP, de 21 a 23 de março, para contestar a "injustiça" dos cortes salariais numa empresa pública que, defendem, ao contrário de outras, está "num mercado altamente concorrencial".

A greve foi avançada por oito sindicatos para dia 21 e 23 de março, tendo-se juntado os restantes quatro posteriormente

Opinião&Blogs
De pernas para o ar
Por  António Perez Metelo
09:58
A melodia da desconstrução   Por  João Almeida Moreira
12:44
00:29
Slideshows