...
20/09/2014 | 02:51 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Lucília Tiago

PUB
Versão preliminar do Orçamento do Estado reduz escalões do IRS para cinco e agrava as taxas

Saiba o que vai mudar no seu IRS

Os novos escalões de IRS do OE 2013
D.R.
11/10/2012 | 18:27 |  Dinheiro Vivo

Os rendimentos coletáveis a partir dos 80 mil euros passam a estar no último escalão de rendimento e sujeitos a uma taxa de 48%, de acordo com a versão preliminar do Orçamento do Estado para 2013 a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

A nova tabela reduz de oito para cinco os escalões, tal como já tinha sido anunciado, e ao mesmo tempo agrava as taxas médias e marginais que incidem sobre cada um dos patamares de rendimento, o que se traduzirá numa forte subida do IRS para a generalidade dos contribuintes sujeitos a este imposto.

Na prática, a nova tabela do IRS funde os dois primeiros escalões de rendimento num só, sujeitando este patamar a uma taxa de 14,5% (contra os 14%-12,34% até agora considerados). No patamar seguinte surgem os contribuintes que ganham entre 7 mil e 20 mil euros por ano (estando a estes valores deduzidos os 4100 euros da dedução específica).

Consulte aqui os antigos escalões de IRS

Os três últimos escalões são reservados para quem ganha entre 20 mil e 40 mil, entre 40 mil e 80 mil e a partir deste valor. Em todos os casos as taxas sobem face às que agora estão em vigor, sendo que no último escalão, aos 48% há ainda que somar 2,5% de taxa de solidariedade.

A estas mudanças, os contribuintes terão ainda de contar com uma sobretaxa de 4%.

Taxa de imposto para os rendimentos acima de 80 mil euros vai ser de 48%,

Opinião&Blogs
Santos e pecadores
Por  João Adelino Faria
23:47
O populismo na Europa   Por  Ricardo Reis
03:44
A feira das imbecilidades   Por  Pedro Bidarra
09:55
Eleições em modo Kill Bill   Por  João Almeida Moreira
Slideshows