...
01/09/2014 | 12:13 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Dinheiro Vivo

PUB
O chairman da Jerónimo Martins também foi apanhado de surpresa pela promoção que tanta polémica tem causado.

Alexandre Soares dos Santos: "Não sabia da campanha do Pingo Doce"

Alexandre Soares Santos
Leonel de Castro
04/05/2012 | 08:16 |  Dinheiro Vivo

Alexandre Soares Santos, chairman da Jerónimo Martins, disse ao semanário Sol que não teve conhecimento da campanha de promoção feita pelos supermercados Pingo Doce no passado feriado de 1 de Maio. O homem forte do grupo, e pai do administrador-delegado Pedro Soares dos Santos, adianta ainda que "não esperava nada disto" e que o que se passou "foi uma loucura".

A verdade, é que a campanha apanhou tudo e todos de surpresa, até mesmo o dono da cadeia de supermercados, foi planeada em grande secretismo pelo departamento de promoções e tão pouco precisou de ser publicitada. Os gerentes das 369 lojas só foram informados da campanha 15 dias antes e tiveram ordem para não falar nem sequer com os funcionários. Os cerca de 24 mil colaboradores da cadeia só souberam no dia anterior.

O que se seguiu é o que se sabe. Uma multidão invadiu os supermercados Pingo Doce, atraídos pelos 50% de desconto em compras superiores a 100 euros.

Para o presidente do Grupo Jerónimo Martins o que se passou no 1º de Maio foi "uma loucura".

Face às críticas que se têm somado, não só pelos preços francamente baixos, a que cada produtos acabava por sair da loja, mas também pela realização desta campanha no Dia do Trabalhador, o patrão do Pingo Doce, é perentório: "Tratou-se de uma promoção e de uma operação para fazer face à quebra das vendas."

Alexandre Soares dos Santos rejeita qualquer conotação ideológica à campanha apelidando tais críticas dizendo que "isso é ridículo".

Contas feitas, o Pingo Doce teve "cinco vezes mais clientes do que seria de esperar num dia normal", como referiu Luís Araújo, diretor-geral da cadeia.

A ASAE está a analisar se existiu dumping nas vendas. A multa poderá valer 30 mil euros para a Jerónimo Martins.

A promoção foi preparada em ambiente de grande secretismo e nem sequer foi publicitada.

Opinião&Blogs
O BES Angola é banco bom ou banco mau?
Por  Ricardo Reis
00:00
Suicídio   Por  João Adelino Faria
00:00
A chamada das euforias   Por  Tiago Figueiredo Silva
00:00
Quando o nevoeiro passar   Por  Joana Petiz
Slideshows