...
22/10/2014 | 07:21 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Erika Nunes

PUB
Pagamento de vouchers de 10 a 20 euros por passageiro em voos com tripulação mínima de segurança é exemplo de má gestão segundo o SNPVAC

TAP "desperdiça" 450 mil euros por mês, acusa sindicato

Voos para Brasil vão cheios
D.R.
27/09/2013 | 17:17 |  Dinheiro Vivo

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) denunciou a "má gestão do acionista Estado na companhia aérea portuguesa (TAP)", por "gastar em média 450 mil euros por mês na compensação dos passageiros que não usufruem de serviço a bordo" por estar a efetuar voos com tripulação mínima de segurança.

A falta de tripulação dever-se-á, segundo administração da TAP citada pelo sindicato, à "impossibilidade de contratar novos tripulantes por imposição do Orçamento do Estado" e a situação tem sido particularmente notada durante o verão.

A página do Facebook da companhia aérea tem sido o meio de protesto utilizado por muitos passageiros, surpreendidos pela falta de serviço a bordo. A empresa referiu que se tratou de "casos pontuais", em que as refeições a bordo acabaram por ser substituídas por vouchers para refeição em terra - o que alguns clientes também referem nunca ter recebido.

"É inadmissível: Não há dinheiro para contratação de pessoal, mas há, pelo menos, 450 mil euros para gastar por mês em compensações.", afirma a Direcção do SNPVAC.

Aumento dos voos durante o verão e impossibilidade de contratar mais pessoal devido ao Orçamento do Estado está a custar muito dinheiro

Opinião&Blogs
Descobri que os passaportes electrónicos não são seguros
Por  Ana Rita Guerra
00:29
17:23
Deixem-nos trabalhar   Por  Ricardo Reis
00:10
Há uma nova luz na saúde   Por  Tiago Figueiredo Silva
Slideshows