...
02/09/2014 | 07:42 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Ilídia Pinto

PUB
Medida abrange cerca de 70 mil detentores de identificadores pré-pagos titulados. Vai permitir alargar o seu uso a todas as autoestradas

Portagens: Chips dos CTT passam para a Via Verde

22/03/2012 | 00:00 |  Dinheiro Vivo

A Via Verde é, desde o dia 1 de março, a única responsável pelos sistemas de pagamento de portagens em Portugal. Até agora, além dos dispositivos Via Verde, da Brisa, havia os identificadores dos CTT que permitiam o sistema de pré-pagamento de portagens nas ex-Scut, em versão anónima ou com identificação do proprietário do veículo. E é sobre estes últimos, os pré-pagos titulados, que os CTT cederam à Brisa a sua posição contratual.

A grande vantagem da medida, para os cerca de 70 mil condutores com identificadores pré-pagos titulados, é que estes passam a funcionar em toda a rede nacional de autoestradas. O comunicado anunciando a cessão da posição contratual, com efeitos a 1 de março, foi ontem publicado no JN.

Questionados pelo Dinheiro Vivo, os CTT referem que esta cedência "resulta de uma parceria" entre os CTT e a Via Verde com o objetivo de permitir que os identificadores pré-pagos titulados adquiridos nas estações dos Correios "possam ser utilizados em toda a rede de autoestradas" e não apenas nas ex-Scut como até agora. A empresa sublinha o interesse da medida para os utilizadores.

Esta parceria, refere ainda fonte dos CTT, "não produz quaisquer efeitos no produto pré-pago não titulado, que se mantém nos mesmos moldes", nem traz alterações para os utentes.

"Os balcões dos Correios continuam a comercializar o produto, a processar os carregamentos e a apoiar as populações no que for necessário", frisa.

O comunicado da Brisa informa os utentes da reformulação do respetivo contrato de adesão, com a "introdução de procedimentos em caso de furto, roubo ou perda dos dispositivos electrónicos", com alterações na "cláusula das comunicações, atualização do domicílio e clarificação de procedimentos a ter nas comunicações" com a Via Verde e no "estabelecimento de regras relativas à ativiação dos dispositivos electrónicos".

A cedência da posição contratual dos CTT à Via Verde tem efeitos a 1 de março e é automática para os utentes

Opinião&Blogs
O BES Angola é banco bom ou banco mau?
Por  Ricardo Reis
00:00
Suicídio   Por  João Adelino Faria
00:00
A chamada das euforias   Por  Tiago Figueiredo Silva
00:00
Quando o nevoeiro passar   Por  Joana Petiz
Slideshows