19/12/2014 | 12:13 | MOBILE | RSS
+-TEXTO

Por André Macedo

PUB
Editorial

Os bons empregos conseguem-se ao jantar

20/09/2012 | 00:00 |  Dinheiro Vivo

Tenho um amigo que navega muito em sites estrangeiros por questões terapêuticas. Em vez de ir ao psicólogo recompor-se das agruras encontrou um método mais barato: passa os olhos por oportunidades de carreira fora de Portugal e assim mantém uma perspetiva equilibrada sobre a realidade. O que ele descobriu é bom: nem todos os países têm um outlook tão negro como o nosso - há negócios, há crescimento, há emprego por esse mundo fora -, e só perceber isso já é um grande alívio.

Esta semana, por exemplo, a Economist publicava um anúncio de emprego inesperado. A Rainha de Inglaterra - na verdade o Ministério das Finanças - acaba de lançar um concurso para o cargo de governador do Banco Central de Inglaterra. O atual governador, Marvyn King, termina o mandato em junho, é preciso encontrar um substituto e nada melhor do que um anúncio para escolher o mais capaz. Quem souber de macroeconomia e for "bom comunicador" (cito o reclame) pode enviar o CV. Deixo aqui o e-mail: boe.governor@hmtreasury.gsi.gov.uk.

Opinião&Blogs
Portugal é mexilhão
Por  Pedro Bidarra
00:01
Petrodólares   Por  Ricardo Reis
23:00
08:40
O Banana como símbolo   Por  João Almeida Moreira