...
23/09/2014 | 21:20 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Bárbara Barroso

PUB
Totta lançou campanha há duas semanas e já 1000 famílias em dificuldades aderiram

Santander Totta facilita crédito à habitação dos seus clientes

António Monteiro, Santander
José Carlos Pratas
09/05/2012 | 23:00 |  Dinheiro Vivo

O Santander Totta está a facilitar a negociação do crédito à habitação para as famílias com dificuldade em pagar as prestações da casa. O banco lançou uma campanha há duas semanas e conta já com cerca de 1000 famílias abrangidas. Uma operação que o presidente do Santander Totta, António Vieira Monteiro, garante estar a ser "um sucesso".

"A campanha consiste em tentar coordenar a prestação do crédito à habitação com os rendimentos dos clientes. Isso tem sido feito através do alargamento de prazos e redução de 'spreads', entre outras medidas", explicou Vieira Monteiro, na apresentação de resultados do primeiro trimestre do Santander Totta.

No entanto, nem todos os clientes poderão usufruir desta campanha. Segundo adiantou fonte oficial ao DN/Dinheiro, o banco tem identificado um perfil e só os clientes que cumpram esses requisitos são contactados. "Tratam-se sobretudo de clientes que tenham, pelo menos, três prestações em atraso mas menos de seis, que estejam desempregados ou que tenham sofrido uma redução substancial do rendimento", esclareceu fonte oficial.

O banco procura assim adequar a prestação aos rendimentos dos clientes através do alargamento do prazo ou mesmo carência de capital (período durante o qual só paga juros). Ainda assim, "o banco tem também atenção ao bom histórico do risco do cliente", acrescentou fonte oficial do Santander Totta.

Para o caso das famílias em situação do sobreendividamento estão a ser estudadas várias opções na banca. O presidente do Santander Totta admitiu que o arrendamento é uma dessas opções, tal como avançou em primeira mão o Dinheiro Vivo.

Para usufruir da redução da prestação clientes têm de ter um determinado perfil como estar desempregado ou ter sofrido uma redução salarial

Opinião&Blogs
O Brasil dos clãs
Por  João Almeida Moreira
23:00
Ainda há maus chefes   Por  Joana Petiz
09:00
Bem-vindos a Portugal   Por  Sílvia de Oliveira
23:49
Santos e pecadores   Por  João Adelino Faria
Slideshows