aviação

EasyJet com mais voos em agosto. Faro é um dos destinos populares

Easyjet
Easyjet EPA/ANDY RAIN

Companhia britânica apresentou os resultados do terceiro trimestre, afetado pela paragem até 15 de junho. Expectativas para agosto acima do estimado.

A companhia aérea EasyJet revelou esta terça-feira, 4 de agosto, que no terceiro trimestre do grupo, que terminou a 30 de junho, obteve receitas de sete milhões de libras (cerca de 7,7 milhões de euros no câmbio atual). A transportadora britânica, em comunicado presente no seu site, indica que a partir de 30 de março a totalidade da sua frota esteve em terra devido à pandemia de covid-19. “Tendo retomado os voos a 15 de junho, a EasyJet transportou 117 mil passageiros com a capacidade total de lugares de 132 mil nas últimas duas semanas do trimestre”, revela o comunicado.

A companhia aérea low-cost assume, contudo, um tom positivo para este trimestre. “Completámos mais de um mês desde o início das operações e estamos a ver um desempenho encorajador na nossa rede com um foco contínuo em apenas voos que sejam rentáveis. Em julho, a EasyJet transportou mais de dois milhões de passageiros”.

A empresa assinala ainda que reviu as suas perspetivas quanto aos números de voos, esperando agora aumentar a sua capacidade para cerca de 40%, contra os 30% anteriormente previstos. O jornal The Guardian acrescenta que a companhia pretende operar assim cerca de mil voos por dia em agosto. Apesar de retoma estar a dar ainda passos tímidos, tanto no turismo como na aviação, este sinal de aumento da procura pode ser encorajador para este setores que foram afetados pela pandemia. O turismo esteve praticamente de portas fechadas e a maioria das companhias aéreas teve a maioria da sua frota em terra, realizando apenas alguns voos nomeadamente por questões humanitárias ou de repatriamento de cidadãos.

No comunicado, a EasyJet assinala que as reservas mais tardias de verão estão a ter um “bom desempenho com destinos de praia como Faro e Nice a serem populares, bem como destinos de cidade como Amesterdão e Paris, refletindo o interesse dos nossos clientes em partirem para umas férias de verão ou para uma escapadela de cidade”.

O facto de Faro continua a ser um dos destinos populares entre os passageiros que escolhem esta companhia é relevante para o Algarve. O Sul de Portugal é o principal destino que os britânicos elegem no País e este verão devido aos constrangimentos gerados pela pandemia e pelo facto de Portugal não estar na lista de países considerados seguros para voar, o que obriga a uma quarentena de 14 dias a quem chegar a Inglaterra de Portugal, o turismo nesta região está a ser duramente afetado.

Aliás, em entrevista ao Dinheiro Vivo, em junho, o diretor da EasyJet para Portugal, José Lopes, já tinha alertado que a ausência de Portugal desta lista teria efeitos penalizadores para o turismo – um dos setores mais afetados pela pandemia, assim como a aviação civil. O governo português recentemente reiterou que está em diálogo com as autoridades em Londres para que Portugal possa ser integrado na lista de países tidos como seguros.

O CEO (presidente executivo) da EasyJet, Johan Lundgren, numa declaração presente no comunicado de resultados, diz que “regressar aos céus novamente permite-nos fazer aquilo que fazemos melhor e levar os nossos clientes para umas férias muito necessárias”. “Estou muito encorajado pelo facto de termos estado a assistir a níveis de procura acima do fator de carga de 84% em julho, com destinos como Faro e Nice a continuarem a ser popular para os clientes. As nossas reservas para o que resta do verão estão com um desempenho acima do esperado e face isso decidimos alargar [as frequências] dos voos durante o quarto trimestre para cerca de 40% da nossa capacidade”, acrescentou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Carteiros

CTT vão entregar cartão de cidadão em casa. Piloto arranca em Oeiras

EasyJet com mais voos em agosto. Faro é um dos destinos populares