Angola

Isabel dos Santos nega conhecimentos russos

Isabel dos Santos. Fotografia: Pedro Granadeiro/Global Imagens
Isabel dos Santos. Fotografia: Pedro Granadeiro/Global Imagens

Empresária angolana rejeita ainda ideia de ter tentado transferir dinheiro para Moscovo.

Isabel dos Santos “não conhece o Senhor Igor Sechin”, nunca trabalhou nas suas empresas nem nas subsidiárias russas ou do Azerbaijão referida nos media, e é “absolutamente falsa a afirmação de que, por intermédio do general Leopoldino Fragoso do Nascimento, esteja a tentar transferir alguns dos seus negócios para a Rússia”. As afirmações constam de dois comunicados enviados nesta tarde pela empresária angolana ao Dinheiro Vivo, em que rejeita todas as notícias que têm dado conta do seu envolvimento com Moscovo e alegadas tentativas de desviar dinheiro para a Rússia e para o Dubai.

“Isabel dos Santos e as suas empresas desconhecem por completo a existência de qualquer interesse da Polícia Judiciária portuguesa em transferências, alegadamente feitas através do Banco Millennium, no valor de 10 milhões de euros para a Rússia, e no valor de 1,2 milhões de euros para Médio Oriente”, escreve a empresária, garantindo nunca ter ordenado tais transferências nem ter, diretamente ou através das suas companhias, ligação com as mesmas.

Num segundo comunicado em que rejeita conhecimentos que lhe têm sido atribuídos na Rússia, a empresária sublinha que “nunca trabalhou com a Rosneft” ou com qualquer empresa a ela associada nem dela recebeu “qualquer remuneração”; “não conhece nem nunca trabalhou com a Socar do Azerbaijão nem com a Nafta” ou qualquer associada ou subsidiária; tão pouco conhece ou trabalhou com a Kassir.ru. E nega ainda conhecer ou “alguma vez tr ouvido falar dos senhores Yuri Kurilin, Andrey Bezrukov, ou Solovieva.

A também filha do ex-presidente de Angola, José Eduardo dos Santos – cujos bens e contas bancárias foram na semana passada arrestados m Angola, por efeito de uma providência cautelar ativada no âmbito de um processo em que o Estado de Luanda lhe reclama mil milhões de euros -, lamenta ainda que se “escrevam artigos de ficção como se fossem notícias”, voltando a prometer avançar com queixas contra os meios que afirma que o têm feito.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Isabel dos Santos nega conhecimentos russos