Angola

Sonangol vai manter posições na Galp e no BCP

Carlos Saturnino, Sonangol.

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )
Carlos Saturnino, Sonangol. ( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

A Sonangol diz que o que está na mesa é um diferendo com Isabel dos Santos na holding que é acionista indireta na Galp, noticia o Expresso.

A petrolífera angolana, Sonangol, garante que vai manter as posições que detém no capital da Galp Energia e no Milllenium bcp.

Uma fonte do conselho de administração da Sonangol citada pelo jornal Expresso este sábado afirmou que apesar “a participação da Sonangol na Galp, um ativo altamente valioso, é para manter, assim como no Millennium”.

O Jornal de Negócios noticiou no passado dia 13 que a Sonangol estava à procura de um comprador para a participação na petrolífera portuguesa.

O maior acionista da Galp é a Amorim Energia, com 33,34% da companhia. A Sonangol tem uma posição indireta na Galp através de um dos acionistas da Amorim Energia, a Esperaza Holding, que controla 45% do maior acionista da petrolífera portuguesa. A Sonangol detém 60% da Esperaza e a empresária angolana Isabel dos Santos, filha do ex-presidente de Angola, tem os restantes 40%.

Segundo a mesma fonte, citada pelo Expresso, o que está em causa é o diferendo entre a Sonangol e Isabel dos Santos, no âmbito da Esperanza Holding.

A petrolífera detinha 19,49% do capital do bcp no final de 2017.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Sonangol vai manter posições na Galp e no BCP