câmaras

Câmara de Gaia investe 112 milhões em 2012

A Câmara de Gaia pretende investir, em 2012, 112 milhões de euros num orçamento total de 230 milhões, depois de em 2011 ter tido uma execução de “quase 90 %” do orçamentado.

“Este ano vamos ter um investimento que rondará os 112 milhões de euros, para um orçamento total de 230 milhões de euros. Este orçamento assenta, em termos de investimento, no continuar do esforço paulatino de infra-estruturação” de Vila Nova de Gaia, disse hoje o presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes.

Se para 2011 o orçamento já tinha sofrido uma “redução substancial”, passando de 287 ME de 2010 para 262 ME, o novo ano assiste a novo corte, fixando-se em 230 ME, dos quais apenas 26,3 ME correspondem a transferências do Estado.

“Isto sem afectar o investimento. Procuramos é reduzir substancialmente as despesas correntes”, salientou o autarca, exemplificando com a redução das transferências para empresas municipais que se em 2011 foram de 12 ME “no próximo ano serão só de 8.9 ME”.

Ainda que a receita tenha reduzido, Gaia conseguiu “diminuir quer o passivo financeiro bancário quer o passivo financeiro a consumidores”, tendo encerrado 2010 com uma dívida de curto prazo de 75 ME e prevendo fechar 2011 com 66 ME.

Já a dívida de longo prazo (passivo financeiro bancário) baixou de 175 ME em 2010 para 159 ME em 2011.

Admitindo-se “satisfeito” com o “cumprimento quase escrupuloso” do plano de 2011, que conta com uma execução de “quase 90%”, Luís Filipe Menezes anunciou hoje algumas das opções do plano para o próximo ano como a conclusão da construção da circular do Centro Histórico de Gaia.

Também em 2012 serão concluídas as esquadras da PSP de Canidelo e Valadares, entrarão em funcionamento três novas escolas para 1200 alunos, será lançado o concurso para a segunda fase da reabilitação de Vila d’Este, será concluído o novo parque municipal da Ponte Maria Pia e inaugurado o centro de alto rendimento olímpico.

“Estamos ainda a fazer muita pressão para se iniciarem as obras do novo aterro sanitário para substituir o de Sermonde que não aguenta mais que a primavera/verão do próximo ano, a seguir com muita atenção a abertura do Centro de Reabilitação de Valadares que esperamos que esteja a funcionar na primavera/verão de 2012, a terminar as obras de reabilitação das três zonas industriais mais importantes do concelho (Canelas, Serzedo e Avintes) e a terminar a negociação do QREN para ampliação da zona de S. Félix da Marinha”, acrescentou Menezes.

De destacar ainda o lançamento, em Janeiro, da obra de reabilitação da segunda fase da orla marítima desde Canidelo à Granja, a conclusão da Marina de Gaia até ao verão e o arranque da fase de concurso da ligação ciclo pedonal entre a Ponte Luís I e o Areínho de Oliveira do Douro.

Gaia irá também apostar em investimentos nos países árabes, prevendo que em janeiro abra uma delegação permanente da Câmara de Comércio Luso-Árabe no concelho.

“Tenho alguma dúvida que se encontre outra parcela do país a nível local que tenha este volume de obras e obras tão estruturantes como as que temos aqui” frisou o autarca.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Imagem de 2013 do antigo Convento das Convertidas, em Braga. 
(Sérgio Freitas / Global Imagens)

Veja o mapa com os 50 imóveis que o Estado vai reabilitar para arrendar

Imagem de 2013 do antigo Convento das Convertidas, em Braga. 
(Sérgio Freitas / Global Imagens)

Veja o mapa com os 50 imóveis que o Estado vai reabilitar para arrendar

ANTÓNIO COTRIM / LUSA

Inquérito à CGD: Berardo, crise financeira e gestão danosa dividem deputados

Outros conteúdos GMG
Câmara de Gaia investe 112 milhões em 2012