EasyJet

Turismo do Oeste contra uso da Base Aérea de Sintra para voos ‘low cost’

Norte quer esclarecer privatização
Norte quer esclarecer privatização

O Turismo do Oeste revelou hoje ser contra o uso de bases aéreas localizadas junto à capital para permitir a expansão da Portela, em detrimento da base aérea da Ota, para onde esteve previsto o futuro aeroporto internacional.

“Ao tomar conhecimento de que a Base Aérea de Sintra é a que reúne mais capacidades, na área de Lisboa, para servir como aeroporto para as companhias ‘low cost’, não podemos deixar de estranhar essa opção, já que parece ser feita tendo como princípio que na Base da Ota o terreno circundante e a meteorologia não facilitam o tráfego aéreo”, refere em comunicado o presidente do Turismo do Oeste, António Carneiro.

Esta entidade recordou que, após prolongados estudos, a Base Aérea da Ota foi escolhida para aí instalar o futuro Aeroporto Internacional de Lisboa.

“Nenhuma questão relacionada com os nevoeiros foi, por qualquer grupo de trabalho, levantada na ocasião”, sublinhou.

Por outro lado, sustentou, “o problema dos terrenos circundantes é falacioso porque apenas se colocaria a longo prazo, numa eventual ampliação” de um aeroporto internacional e não para o caso de um aeroporto complementar.

“A brutal densidade urbana da zona de Sintra e as dificuldades das ligações rodoviárias a Lisboa deixaram de ser problema?”, questionou António Carneiro.

Para o Turismo do Oeste, a preferência da desactivada Base Aérea da Ota para aeroporto complementar destinado a voos ‘low cost’ “seria uma justa compensação para o Oeste, já que as compensações à região pelo abandono da Ota nunca foram efectivadas”.

O Turismo do Oeste já tinha também defendido o uso da Base Aérea de Monte Real para voos ‘low cost’.

O Ministério das Obras Públicas está a negociar com a Defesa o uso de bases militares para expandir o aeroporto da Portela, estando a ser feito o levantamento das infraestruturas disponíveis na zona de Lisboa.

Apesar de não haver uma solução definida, o Governo já entrou em acordo com a companhia Easyjet para abrir uma base aérea em Lisboa em Abril de 2012, que vai permitir criar uma centena de postos de trabalho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Costa pede mais reformas a Costa

Illu - Site-02

Viagens ao espaço deixam turismo com a cabeça na Lua

Illu - Site-02

Viagens ao espaço deixam turismo com a cabeça na Lua

Outros conteúdos GMG
Turismo do Oeste contra uso da Base Aérea de Sintra para voos ‘low cost’