Carlos Oliveira

Carlos Oliveira é presidente executivo da Fundação José Neves e membro do Conselho Europeu de Inovação

Brighter Future - Decidir o futuro com base em factos

O mundo e o mercado de trabalho estão a evoluir a grande velocidade, mas a educação e a aprendizagem não estão a acompanhar essas mudanças. Vivemos um período de rápidas transformações na sociedade, que exigem um conjunto de novas competências. A pandemia apenas acelerou esta tendência que já se fazia sentir há muito, mas que é hoje ainda mais evidente. Assistimos ao surgimento de um elevado número de novas profissões, a evoluções significativas em profissões antigas que requerem novas competências, e a outro conjunto de profissões que conhecemos mas que estão a tornar-se obsoletas ou vão mesmo desaparecer num futuro próximo.

Carlos Oliveira

O ensino à distância tem de ser realidade para todos

Nesta fase o ensino à distância é, acima de tudo, um mal necessário e determinado pelas circunstâncias. E não pode ser desvalorizado ou diabolizado. Não tem seguramente o mesmo efeito que o ensino presencial, mas é aquilo com que vamos ter de viver nas próximas semanas (ou meses?). E no futuro, esperemos que não, pode voltar a ser novamente necessário. É acima de tudo um desafio de um paradigma diferente, para o qual deveria ter havido planeamento e preparação mais profunda, uma vez que poderia ser necessário voltar a ativar o modelo em pandemia.

Carlos Oliveira

A competitividade das nações mede-se pelo nível de conhecimento dos cidadãos

Está comprovado que o investimento das nações na Educação tem amplos benefícios para os indivíduos e para a sociedade em geral. O nível de conhecimento revela-se decisivo para a competitividade dos países e para o seu desenvolvimento e afirmação no plano internacional.
Os impactos positivos da educação refletem-se nas carreiras profissionais individuais, mas também nos índices de desenvolvimento e inovação das empresas, estendendo-se a outras áreas da vida, nomeadamente a mais saúde e bem-estar, menor criminalidade e maior participação cívica e de cidadania.