Coronavírus

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

avião da TAP
Foto: (Marc Najera/Unsplash)

O secretário-geral adjunto do PS desafiou hoje a TAP a corrigir o plano de rotas aéreas tornado público, considerando que a decisão da Comissão Executiva da transportadora aérea de reduzir voos e destinos “lesa o interesse nacional”.

Em conferência de imprensa, na sede nacional do PS, José Luís Carneiro defendeu que “decidir reduzir o número de voos e de destinos, colocando em causa pontos de partida e pontos de chegada relevantes para a economia nacional” pode colocar em causa os objetivos estratégicos definidos para a companhia de bandeira do Estado português.

“Para o continuar a ser, a TAP tem de estar alinhada com o interesse estratégico do Estado português. Este anúncio da comissão executiva coloca em causa esse objetivo estratégico e o suporte da decisão política de o Estado ter uma parceria com esta companhia logo que assumiu funções”, afirmou.

Questionado sobre o futuro da TAP, José Luís Carneiro remeteu essa análise para o Governo e preferiu instar a companhia a corrigir a decisão de “redução de voos e destinos”.

“O PS interpela a TAP a corrigir o plano de rotas aéreas tornado público, tendo em vista corresponder aos legítimos interesses nacionais e regionais em apreço”, desafiou.

Para o secretário-geral adjunto socialista, “se os portugueses estão a ser chamados a assumirem maiores responsabilidades financeiras” na TAP, só o poderão fazer “se a companhia assumir a sua condição de elemento estratégico o país, útil a todo o território nacional”.

“A TAP, se recorre aos apoios públicos, tem que estar alinhada com os interesses do Estado português”, sublinhou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”