banca

Montepio acaba com o uso da gravata à sexta-feira

( Gustavo Bom / Global Imagens )
( Gustavo Bom / Global Imagens )

O Banco Montepio vai flexibilizar o código de vestuário da instituição. Vai deixar de ser obrigatório usar gravata às sextas-feiras durante todo o ano

O último dia da semana “passou a ser o dia de deixar a gravata na gaveta”, informa o Banco Montepio. A nova regra para os trabalhadores da instituição tem início esta sexta-feira, e será assim no ano inteiro.

“Com esta decisão, o Banco Montepio espera ter impacto tanto a nível interno como externo. Todos os colaboradores ganham em conforto, pelo vestuário mais casual e pelo espaço mais descontraído e informal, o que vai possibilitar o menor uso dos ares condicionados, com benefícios diretos na saúde e no meio ambiente”, avança o Montepio em comunicado.

Mas a flexibilização do dress code tem também outros objetivos, nomeadamente “contribuir para o reforço de uma cultura organizacional mais flexível e inovadora, criando um ambiente de trabalho menos formal”, e “potenciar a capacidade de atração e retenção de talento jovem que, em regra, tende a preferir ambientes mais informais”, explica a instituição.

O banco é o segundo em Portugal a mudar as regras de vestuário. Em maio o BCP instituiu o uso facultativo da gravata nos meses de verão, de 1 de junho a 30 de setembro.

Lá fora o norte-americano JP Morgan avançou com a mudança do dress code em 2016. Os trabalhadores do banco deixaram de ter de usar fato completo e gravata, passando a regra a ser o business causal. Em março deste ano também o Goldman Sachs flexibilizou as normas para todos os funcionários (já o tinha feito em 2017 para os trabalhadores da área tecnológica).

A preocupação dos bancos, numa altura em que enfrentam a concorrência das fintech, é passar uma imagem mais moderna e inovadora, conseguindo atrair e reter jovens qualificados.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Emprego e as remunerações na indústria aumentaram 0,3% e 1,3%

PS, PSD e CDS chumbam mudanças nas regras dos regimes de turnos

Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo. Fotografia: Paulo Spranger/ Global Imagens

Candidaturas à emissão obrigacionista para o turismo atingem 420 milhões

(REUTERS/Rafael Marchante)

2019 a caminho de ser o melhor ano de sempre da Autoeuropa

Outros conteúdos GMG
Montepio acaba com o uso da gravata à sexta-feira