Resultados

Lucro do Santander Portugal sobe 4,6% para 275,9 milhões até junho

Pedro Castro e Almeida, CEO do Santander Totta
(Diana Quintela/ Global Imagens)
Pedro Castro e Almeida, CEO do Santander Totta (Diana Quintela/ Global Imagens)

O Santander Portugal divulgou esta quarta-feira os seus resultados nos primeiros seis meses de 2019.

O Santander registou um lucro líquido de 275,9 milhões de euros em Portugal nos primeiros seis meses deste ano, o que corresponde a um aumento de 4,6% em termos homólogos.

“O banco continua a crescer de uma forma saudável e sustentável”, disse Pedro Castro e Almeida no arranque da conferência de apresentação dos resultados do banco, esta quarta-feira, em Lisboa.

A margem financeira estrita recuou 3,5% face ao primeiro semestre de 2018, para 428,7 milhões de euros, “refletindo o contexto competitivo, com maior pressão concorrencial sobre os preços, num quadro de procura moderada de crédito”, explica o banco no comunicado com os resultados.

Os resultados em operações financeiras cresceram 142,5% para 99,8 milhões de euros, “fruto da gestão das carteiras de dívida pública e crédito”.

O produto bancário cresceu 7,5% para 708,1 milhões de euros e as comissões líquidas aumentaram 5,8% para 192,8 milhões de euros.

Os recursos totais de clientes cresceram 4,5% para 41,9 mil milhões de euros, tendo os depósitos aumentado 4,4%. O crédito a clientes caiu 2% para 40,6 mil milhões de euros, num semestre em que o banco vendeu 200 milhões de carteiras de crédito não produtivo (malparado).

O grupo Santander anunciou a 23 de julho último os seus resultados dos primeiros seis meses deste ano. O lucro do grupo atingiu os 3.231 milhões de euros, uma descida de 14% face ao resultado obtido há um ano. O resultado inclui a constituição de dotações de 814 milhões para custos de reestruturação.

Atualizada às 14H00

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva (C), acompanhada pelo secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita(D) e pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdadepela (D), Rosa Monteiro, durante a reunião da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, 26 de fevereiro de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo propõe licença paga até um ano a part-timers com filhos

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação das obras de arte da coleção BPN, agora integradas na Coleção do Estado, no Forte de Sacavém. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Fundo de Resolução já pagou em juros 530 milhões ao Estado e 90 milhões a bancos

Lucro do Santander Portugal sobe 4,6% para 275,9 milhões até junho