banca

Santander doa 600 mil euros para material hospitalar

Pedro Castro Almeida, CEO do Santander (Filipa Bernardo/ Global Imagens)
Pedro Castro Almeida, CEO do Santander (Filipa Bernardo/ Global Imagens)

O banco participa na iniciativa da Associação Portuguesa de Bancos para doação ao Serviço Nacional de Saúde de 100 ventiladores e 100 monitores.

O Santander anunciou esta sexta-feira que vai doar 600 mil euros em material hospitalar e será uma das grandes empresas no projeto de doação de ventiladores pulmonares ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“O banco participa também na iniciativa da Associação Portuguesa de Bancos para doação ao Serviço Nacional de Saúde de 100 ventiladores e 100 monitores”, adiantou o banco em comunicado.

Outras das iniciativas que o Santander apoia é a ‘SOS Coronavírus’, um projeto em que a AEP – Associação Empresarial de Portugal abriu uma conta de solidariedade no Santander para angariar fundos para a Covid-19, no âmbito de uma ação em colaboração com a Ordem dos Médicos.

“A totalidade dos fundos angariados será utilizada para adquirir equipamentos em carência nos centros de saúde e hospitais para o tratamento e controlo do Covid-19. Esses equipamentos incluem material de proteção para profissionais de saúde [luvas, máscaras, fatos, álcool gel], bem como ventiladores, monitores e outro equipamento técnico”, referiu o banco. Os donativos podem ser feitos para a conta PT 50 0018 0003 5209 5486 0209 1.

O Santander lembra que anteriormente se juntou à tech4COVID19 para apoiar o ‘Projeto Material Hospitalar’, “com o objetivo de angariar equipamentos de proteção individual, ventiladores e testes de despiste ao Covid-19 para os profissionais de saúde. Nesta fase, o Banco contribuiu para a aquisição de 50.000 máscaras P2”.

A epidemia de coronavírus, que começou na China no final de 2019, já causou 246 vítimas mortais em Portugal e o país regista ainda 9.886 casos confirmados.

Foi declarado estado de emergência em Portugal e o Governo reforçou as medidas de prevenção e isolamento da população para travar a epidemia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA

Centros comerciais e Lojas do Cidadão em Lisboa encerrados até 04 de junho

Fotografia: D.R.

Teletrabalho continua obrigatório para grupos de risco e pais sem escola

Cartões de crédito e débito. Fotografia: Global Imagens

Malparado: 10% das famílias com crédito está em incumprimento

Santander doa 600 mil euros para material hospitalar