futuro banca

Popular corta 295 postos de trabalho em Portugal

Fotografia: REUTERS/Juan Medina
Fotografia: REUTERS/Juan Medina

Até ao final do ano, Popular fecha 47 agências no país

O Banco Popular vai fechar 47 agências e cortar 295 postos de trabalho em Portugal até ao final do ano, comunicou a instituição esta tarde.

“Em Portugal, o ajuste decorrerá até final do ano. A reformulação da rede de agências implica o encerramento de 47 agências, prevendo-se a saída de 295 colaboradores”, revelou o Popular, depois do grupo ter ontem apresentado os objetivos globais para a sua reestruturação.

Em comunicado, o banco explicou que as saídas passarão por processos de reforma mas também por “via da celebração de acordos de cessação dos contratos de trabalho”.

“Por forma a garantir aos trabalhadores o acesso ao subsídio de desemprego, em Portugalfoi requerido ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social a declaração do Banco como empresa em reestruturação para efeitos de quadro de pessoal.”

A reestruturação do grupo Popular vai afetar, ao todo, perto de 2600 trabalhadores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Banca custou ao Estado mais 1,5 mil milhões de euros em 2019, agora ajude

coronavirus portugal antonio costa

Proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas. Aeroportos encerrados

O primeiro-ministro, António Costa, fala aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros após a Assembleia da República ter aprovado o decreto do Presidente da República que prolonga o estado de emergência até ao final do dia 17 de abril para combater a pandemia da covid-19, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 2 de abril de 2020. 
 MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Mapa de férias pode ser aprovado e afixado mais tarde do que o habitual

Popular corta 295 postos de trabalho em Portugal