banca

Santander no top 10 do Dow Jones Sustainability Index

Resultados do Santander

O Santander mantém a presença nos índices DJSI World e DJSI Europe desde o ano de 2000.

Com uma avaliação total de 89 pontos em 100, o Banco Santander foi reconhecido pelo Dow Jones Sustainability Index como um dos 10 bancos mais bem avaliados do mundo pela sua gestão sustentável.

O Banco Santander renovou assim em 2017 a sua presença no Dow Jones Sustainability Index (DJSI), o índice de referência de âmbito internacional que mede o comportamento sustentável das empresas em várias dimensões – económica, ambiental e social -, divulgou a instituição bancária em comunicado. De um total de 212 entidades financeiras a nível mundial, apenas 28 integram este índice.

O DJSI atribuiu a nota máxima (100 pontos) ao Santander pela gestão da pegada ambiental, posicionamento no financiamento de energias renováveis e eficiência energética, e aos programas e atividades de inclusão financeira, entre outros.

Por outro lado, o Santander melhorou no último ano a pontuação obtida em outras reconhecidas agências de rating em sustentabilidade, como Sustainalitycs, MSCI, Oekom e Vigeo, e continua a fazer parte do índice FTSE4Good. O Santander mantém presença nos índices DJSI World e DJSI Europe desde o ano de 2000.

“Em Portugal, em 2016, o Santander Totta dedicou mais de 6,8 milhões de euros à Responsabilidade Social, 5,9 milhões dos quais ao Ensino Superior. No plano social, o banco já apoiou este ano mais de 13000 pessoas, através de 80 instituições sociais”, sublinhou o mesmo comunicado.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Primeira greve da história da Autoeuropa realizou-se a 30  de agosto. Fotografia: JFS / Global Imagens

Autoeuropa com seis listas para a comissão de trabalhadores

Fotografia: MIGUEL A. LOPES/ LUSA

OE2017: Défice desce para 1,9% do PIB no primeiro semestre

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, discursa durante a cerimónia de inauguração da nova área de produção da Bosch Security Systems, na zona Industrial de Ovar. Fotografia: PAULO NOVAIS/LUSA

Marcelo espera défice de 1,5% para este ano e crescimento de 3,2%

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Santander no top 10 do Dow Jones Sustainability Index