pagamentos

Apple Pay deve chegar finalmente esta quarta-feira a Portugal

Jennifer Bailey, vice presidente de Internet services da Apple, na Money 20/20
Jennifer Bailey, vice presidente de Internet services da Apple, na Money 20/20

Crédito Agrícola, Monese e N26 são algumas das instituições financeiras que anunciaram que iriam ter o serviço disponível em Portugal.

O popular serviço de pagamentos Apple Pay deverá chegar finalmente a Portugal esta quarta-feira, com várias entidades financeiras a preparar-se para anunciar a sua disponibilização aos consumidores portugueses.

Crédito Agrícola, Monese e N26 são algumas das instituições financeiras que anunciaram que iriam ter o serviço disponível em Portugal. O banco britânico Revolut tem o serviço disponível já em 16 países, incluindo em Espanha mas ainda não o disponibilizou em Portugal.

Segundo a publicação online Apple Insider, o serviço Apple Pay deverá ser lançado amanhã em Portugal, Grécia e Eslováquia.

Fontes do setor confirmaram ao DV que o arranque do Apple Pay no país deverá ocorrer amanhã, estando o anúncio a ser ultimado pela Apple e por instituições financeiras.

Tanto o Crédito Agrícola como o banco digital alemão N26 remeteram-se ao silêncio sobre este assunto.

O banco português anunciou em abril que iria lançar o serviço e passar a disponibilizar pagamentos digitais aos seus clientes. “Com esta nova funcionalidade, as compras online em apps e websites que aceitem o Apple Pay passam a ser tão simples quanto o toque de um dedo com o Touch ID, pelo que não é necessário fazer login ou criar uma conta”, explicava o Crédito Agrícola no comunicado com o anúncio.

“Quando um cartão de crédito ou débito é utilizado com o Apple Pay, os números reais dos cartões não são armazenados no dispositivo nem nos servidores da Apple. Em vez disso, um número de conta de dispositivo exclusivo é atribuído, criptografado e armazenado de forma segura no dispositivo. Cada transacção é autorizada com um código de segurança dinâmico e único”, adiantava.

A Monese escusou-se a comentar o tema mas já tinha anunciado em maio, através da sua conta na rede social Twitter, que iria lançar o serviço em Portugal.

 

O serviço de pagamentos foi lançado pela Apple em outubro de 2014 e tem como objetivo estar disponível em 40 países até ao final deste ano. Permite ao consumidor fazer compras em lojas físicas e na internet, enviar e receber dinheiro através de mensagens e é compatível com os equipamentos iPhone e com o Apple Watch.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Apple Pay deve chegar finalmente esta quarta-feira a Portugal