Crimes financeiros

Banco BNI confirma buscas mas não é visado no processo

Pedro Pinto Coelho, presidente-executivo do BNI Europa
Pedro Pinto Coelho, presidente-executivo do BNI Europa

O Banco BNI Europa diz que "não é visado no processo em causa, mas está a colaborar, como é seu dever, com as autoridades".

O Banco BNI confirmou, esta quinta-feira, que a sua sede em Lisboa foi alvo de buscas por parte “de elementos do Ministério Público, Polícia Judiciária, Administração Tributária e do Banco de Portugal”.

O banco cita o comunicado do Ministério Público para explicar que as buscas incidem “sobre um conjunto de clientes de instituições financeiras e de entidades suas detentoras com o objetivo de recolha de provas relativamente a operações bancárias realizadas por clientes entre 2011 e 2014, bem como documentação relacionada com estas operações”.

“Conforme decorre do comunicado acima citado, o Banco BNI Europa não é visado no processo em causa, mas está a colaborar, como é seu dever, com as autoridades”, acrescenta, num comunicado, lembrando que o banco só iniciou “a sua atividade em Portugal em julho de 2014”.

Em atualização

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa-19/12/2019  - Conferencia de Antonio Mexia ,CEO da EDP. 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Chinesa CTG vende 1,8% da EDP

(A-gosto.com/Global Imagens).

PSD indisponível para viabilizar alteração à lei para aeroporto do Montijo

O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Novo Banco: Estado como acionista só dilui posição do Fundo de Resolução

Banco BNI confirma buscas mas não é visado no processo