Coronavírus

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Banco de Portugal
Lusa

No final de junho foram recusados ou estavam ainda em apreciação 100 233 contratos de crédito, revela o Banco de Portugal.

Entre finais de março e 30 de junho foram feitos 841 856 pedidos de adesão a moratórias de crédito. Os bancos aprovaram 88% dos pedidos, ou seja, aplicaram moratórias a 741 623 empréstimos, revela o Banco de Portugal. Recusados ou ainda em apreciação estavam 100 233 contratos.

A maioria dos pedidos de moratória, 44%, diziam respeito a crédito à habitação e outros créditos hipotecários (322 709). Os empréstimos ao consumo representaram 26% do total (196 464), e o crédito a empresas, empresários em nome individual e outros 30%, ou seja, 222 450 pedidos de moratória.

As famílias beneficiaram de 70% das moratórias concedidas no período em análise (519 173), e as empresas 30% (222 450).

Clientes podem pedir moratórias de crédito até 30 de setembro

Já no final de julho ficou-se a saber que os clientes bancários interessados em beneficiar das moratórias de crédito têm até 30 de setembro para pedir o acesso ao regime público.

A instituição agora liderada por Mário Centeno revelou que as novas regras relativas ao regime de moratória pública entraram em vigor a 27 de julho. Com elas os “clientes bancários que não tenham aderido à moratória pública, mas que ainda pretendam beneficiar destas medidas de apoio, devem comunicar essa intenção às instituições mutuantes até ao dia 30 de setembro de 2020”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

dgs covid portugal coronavirus

Mais cinco mortos e 463 infetados por covid-19 em Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho