banca

BCE dá luz verde à nova administração do Santander Totta

Pedro Castro e Almeida, CEO do Santander em Portugal.
D.R.
Pedro Castro e Almeida, CEO do Santander em Portugal. D.R.

Pedro Castro e Almeida é o novo presidente executivo do banco. Vieira Monteiro será o chairman. Nova administração entra de imediato em funções.

O supervisor europeu aprovou os nomes para os órgãos de administração do Santander Totta. A decisão foi tomada esta quinta-feira e o Conselho de Administração e a Comissão Executiva entram de imediato em funções.

“O Banco Central Europeu informou hoje ter concluído o processo de Adequação e Avaliação (Fit and Proper) dos órgãos sociais do Banco Santander Totta para o triénio 2019-2021”, informou o banco num comunicado enviado às redações. Detalha que “com esta decisão, a totalidade dos membros propostos para o Conselho de Administração e a respetiva Comissão Executiva entra de imediato em funções plenas”.

O banco deixará de ter António Vieira Monteiro como presidente executivo. Será substituído por Pedro Castro e Almeida na liderança da Comissão Executiva. No entanto, Vieira Monteiro continuará nos órgãos sociais do banco, como presidente do Conselho de Administração.

A composição dos órgãos de gestão tinha sido aprovada pelos acionistas a 13 de dezembro. Além de Pedro Castro e Almeida e de António Vieira Monteiro, o Conselho de Administração será composto por José Sítima (vice-presidente) e pelos vogais Amílcar Lourenço, Ana Carvalho Morais, Andreu Lopez, Daniel Traça, Inês Ferreira de Sousa, Isabel Guerreiro, Isabel Almeida Mota, Manuel Albuquerque, Maria Ataíde Marques, Manuel Franco Preto, Miguel Belo de Carvalho e Remedios Ruiz Macia.

Na Comissão Executiva, além de Pedro Castro e Almeida, fazem parte também Manuel Preto (vice-presidente), Amílcar Lourenço, Inês Ferreira de Sousa, Isabel Guerreiro e Miguel Belo de Carvalho.

Notícia atualizada às 19:59 com nome dos membros do Conselho de Administração e da Comissão Executiva

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Acionistas do Millennium BCP à chegada para a assembleia-geral anual, nas instalações do banco no Taguspark, em Oeiras, 22 de maio de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Acionistas do BCP aprovam dividendos e compensação de trabalhadores

(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Comissão de Trabalhadores exige integração da EMEF na CP

Novo Banco. Foto: REUTERS/Rafael Marchante/File Photo

Call-center no Novo Banco passa a ser externo. Trabalhadores saem do banco

Outros conteúdos GMG
BCE dá luz verde à nova administração do Santander Totta