financiamento

BCP e IFD oficializam empréstimo de 60 milhões para empresas médias

Miguel Maya, presidente executivo do Millennium bcp, Pedro Siza Vieira, ministro- Adjunto e da Economia e Henrique Cruz, presidente executivo da IFD.
Miguel Maya, presidente executivo do Millennium bcp, Pedro Siza Vieira, ministro- Adjunto e da Economia e Henrique Cruz, presidente executivo da IFD.

A prioridade é financiar empresas em projetos relacionados com modernização, inovação ou internacionalização.

O Millennium bcp e a IFD-Instituição Financeira de Desenvolvimento assinaram esta quarta-feira um contrato relativo a um empréstimo de 60 milhões de euros para financiar empresas de média dimensão.

Trata-se da primeira parcela da Linha Capitalizar MidCaps, proveniente do Banco Europeu de Investimento, e visa financiar empresas num prazo mais alargado.

“Este contrato é uma peça de uma estrutura muito mais vasta”, disse Pedro Siza Vieira, ministro-Adjunto e da Economia na cerimónia de assinatura do contrato do empréstimo, no Ministério da Economia, esta quarta-feira.

“Nem sempre o mercado é capaz de dar resposta adequada ao financiamento das empresas”, adiantou, frisando a importância das ferramentas de financiamento articuladas com fundos europeus.

 

A prioridade é financiar empresas em projetos relacionados com modernização, inovação ou internacionalização.

Neste caso o prazo dos empréstimos pode ir até aos 12 anos, com quatro anos de carência de capital.

Henrique Cruz, presidente da IFD, indicou que ainda no primeiro trimestre será celebrado um empréstimo com um outro banco.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dos blueprints  dos primeiros automóveis, ao topo dos carros elétricos atuais, de elon Musk, em homenagem, a Nikolas Tesla.
Ilustração: VITOR HIGGS

Automóvel. Em 20 anos do euro mudou tudo, menos a carga fiscal e o líder

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços.
(Jorge Amaral/Global Imagens)

Vieira Lopes: “Metas do governo são realistas mas é preciso investimento”

A EDP, liderada por António Mexia, vai pagar o maior cheque de dividendos da bolsa nacional.

PSI20. Menos lucros mas o mesmo prémio aos acionistas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
BCP e IFD oficializam empréstimo de 60 milhões para empresas médias