Resultados

BCP indica 2019 ou 2020 como ano para começar a pagar dividendos

Nuno Amado, presidente do BCP. Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens
Nuno Amado, presidente do BCP. Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens

O BCP está a preparar um novo plano para o negócio do banco e só depois da sua aprovação irá detalhar a política de dividendos.

O BCP tinha sinalizado que poderia começara a distribuir dividendos em 2019, relativos ao exercício de 2018. Mas a data de recomeço da remuneração aos acionistas ainda não está decidida.

O presidente do banco, Nuno Amado, indicou na conferência de apresentação dos resultados anuais, que o banco está a preparar um novo plano e que não se irá antecipar detalhes sobre a remuneração aos acionistas até à divulgação pública dessa estratégia.

Ainda assim, sinalizou que o reinício da distribuição de dividendos poderá ocorrer em 2019 ou 2020. A administração do BCP, cujo mandato terminou no final de 2017, está a trabalhar na preparação de um novo plano que possa ser decidido pelos órgãos sociais que forem eleitos na assembleia-geral de acionistas que irá ocorrer na primeira quinzena de maio.

As linhas do novo plano para o banco poderão ser divulgadas a partir de junho deste ano. Uma das apostas passa pelo aumento do investimento em novas tecnologias e no digital para “dar resposta ao enquadramento do setor bancário”, disse Nuno Amado.

O presidente do BCP focou ainda que o banco tem de “ter um controlo de custos muito grande”, mas não detalhou se estão a ser planeadas mais reduções de pessoal e de balcões. Em 2017 o quadro do BCP diminuiu em cerca de 140 pessoas na atividade em Portugal para 7189 funcionários.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento pode trazer novo alívio de 200 milhões de euros no IRS

Ponte 25 de Abril

Atrasos no concurso não comprometem arranque das obras na Ponte 25 de Abril

LEONARDO NEGRAO /Global Imagens

Grupo português investe 80 milhões na compra da Toys “R” Us Iberia

Outros conteúdos GMG
BCP indica 2019 ou 2020 como ano para começar a pagar dividendos