BCP

BCP. Sindicato avisa sobre pressão nos balcões para aumento de capital

Trabalhadores do banco avisam que decisão de subscrição deve ser dos investidores e que os funcionários não podem influenciar a decisão.

O Sindicato dos Bancários do Centro (SBC) mostrou-se hoje preocupado com o aumento de capital de 1,3 mil milhões de euros BCP, ontem anunciado, devido ao “esforço que venha a ser exigido aos trabalhadores bancários”.

Em comunicado enviado às redações o sindicato defende que “a decisão de investimento deve ser da inteira e exclusiva responsabilidade dos clientes, cabendo aos trabalhadores bancários a explicação da operação, nunca devendo influenciar a decisão”.

O aumento de capital do BCP vai permitir também à Fosun reforçar a sua posição, de 16,7% para 30%, com um investimento de 531 milhões de euros. Em reação ao anúncio as ações chegaram a cair 15% esta manhã.

“O SBC recorda que os trabalhadores do BCP já deram um forte e importante contributo no reforço de capitais do BCP através da revisão do ACT assinada em finais de dezembro e que permitirá uma substancial redução de capital para provisionamento do fundo de pensões e assim uma menor pressão sobre o capital social da Instituição”, acrescenta ainda o comunicado.

O sindicato, contudo, assegura estar “confiante no sucesso da operação” e na “consequente consolidação da estabilidade do Banco Comercial Português”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

BCP. Sindicato avisa sobre pressão nos balcões para aumento de capital