AG do BCP

BCP: Sindicatos querem “reposição dos cortes” mais célere e atualização salarial

Trabalhadores e reformados do Millennium BCP protestam durante uma manifestação convocada pelos sindicatos Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) e Independente da Banca (SIB), contra a estagnação remuneratória, exigindo a devolução na íntegra dos cortes salariais de 2014 a 2017, nas instalações do banco no Taguspark, em Oeiras, 22 de maio de 2019. Esta manifestação coincide com a assembleia-geral anual de acionistas do BCP. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA
Trabalhadores e reformados do Millennium BCP protestam durante uma manifestação convocada pelos sindicatos Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) e Independente da Banca (SIB), contra a estagnação remuneratória, exigindo a devolução na íntegra dos cortes salariais de 2014 a 2017, nas instalações do banco no Taguspark, em Oeiras, 22 de maio de 2019. Esta manifestação coincide com a assembleia-geral anual de acionistas do BCP. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Para os sindicatos, a aprovação hoje pelos acionistas do BCP do plano de reposição de salários não resolve todas as exigências dos trabalhadores.

Sindicatos bancários defenderam esta quarta-feira que a “devolução” dos cortes nos salários dos trabalhadores do Millennium bcp deve ser mais célere e pediram à administração do banco que aceite uma atualização salarial e das pensões, sem aumentos desde 2010.

Três sindicatos bancários promoveram hoje uma manifestação em frente ao edifício onde decorre a Assembleia Geral (AG) anual de acionistas do BCP, no Tagus Park, em Oeiras. O protesto uniu o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB), o Sindicato dos Bancários do Norte (SBN) e o Sindicato Independente da Banca (SIB).

“A devolução aos trabalhadores vai ser feita num prazo muito longo (três anos). Há condições económicas e financeiras para o banco fazer esta devolução de forma mais célere”, afirmou Paulo Marcos, presidente do SNQTB, aos jornalistas, à porta da AG.

“O nosso objetivo era sensibilizar os acionistas presentes hoje nesta AG para que aprovassem o plano de reposição de cortes salariais que os trabalhadores sofreram entre 2014 e 2017 e cumprir o memorandum de entendimento que tinha sido assinado com os sindicatos. Estão em causa um terço desses valores”, afirmou Cristina Damião, representante do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, que aderiu ao protesto.

Adiantou que “o que resulta desse memorandum é que assim que haja condições para repor esses valores, assim seria feito”. “O conselho de administração fez esta proposta, os cortes estão a ser repostos. Claro que queremos que seja o mais célere possível”, frisou.

Os sindicalistas lembraram que decorrem negociações com vista a uma atualização da tabela salarial e que a administração do BCP está resistente. Desde 2010 que os salários dos trabalhadores e as pensões dos reformados do banco não são aumentados.

Miguel Maya, presidente executivo do BCP, afirmou, após a AG, que o objetivo da administração é defender os interesses do banco e a sua sustentabilidade de resultados, para que daqui a um ano a gestão possa estar a propor um novo plano para compensar os trabalhadores.

“Não podemos pensar no dia de hoje”, disse Maya, aos jornalistas, adiantando que o foco está na melhoria dos resultados do BCP. “O que temos de fazer é garantir que o banco gera esses resultados para daqui a um ano estarmos aqui a fazer uma nova proposta (para compensar os trabalhadores)”, afirmou.

Lembrou que, em relação aos aumentos, no ano passado 24% dos trabalhadores do banco tiveram viram os seus salários aumentar por via de promoções.

Atualizada às 22H20 para acrescentar citações do presidente executivo do BCP, Miguel Maya

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

Paulo Macedo presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Centeno dá bónus de 655.297 euros à administração da CGD

Outros conteúdos GMG
BCP: Sindicatos querem “reposição dos cortes” mais célere e atualização salarial