lesados

BES: Último grupo de lesados mais perto de receber compensação

Fotografia: José Sena Goulão / Lusa
Fotografia: José Sena Goulão / Lusa

Tomaram hoje posse as comissões de peritos do BES e do Banif que vão decidir quais os lesados que poderão entrar no novo Fundo.

Arrancou esta segunda-feira o grupo de trabalho que vai criar o Fundo de Recuperação de Créditos para compensar emigrantes da Venezuela e da África do Sul que sofreram perdas com investimentos aplicados no Banco Espírito Santo.

“Iniciamos hoje, mais uma etapa neste nosso longo percurso que temos enfrentado desde a resolução do BES”, afirmou Afonso Mendes, presidente da ABESD – Associação de Defesa dos Clientes Bancários citado num comunicado.

“Tendo em conta a disponibilidade do Governo em resolver esta situação e a graciosidade da Ordem dos Advogados em avaliar os nossos processos, estamos certos que em breve estaremos em condições de criar o nosso fundo de recuperação de créditos e de iniciar alguns pagamentos aos nossos associados”, disse.

Adiantou que “não podemos esquecer que temos associados em situações muito difíceis, sobretudo as comunidades de emigrantes da Venezuela que atravessam um tempo muito difícil, como é público”.

O grupo de trabalho é constituído ela Ordem dos Advogados, representantes do Governo e da ABESD. Do grupo de trabalho vai nascer uma comissão de peritos cuja missão será avaliar a situação dos lesados e decidir quais os que podem participar no Fundo a criar.

“Face, ao tempo já decorrido desde a medida de resolução do BES e tendo em conta a situação urgente de muitos dos elementos deste grupo, espera-se uma avaliação célere, a fim de aferir de forma rápida e efetiva os lesados que poderão ser incluídos no mecanismo de resolução”, adianta a ABESD em comunicado.

O BES foi alvo de uma medida de resolução a 3 de agosto de 2014, deixando um rasto de lesados, entre investidores do retalho e institucionais.

A participação da Ordem dos Advogados insere-se no âmbito de um acordo entre Governo, associações de lesados e comissões liquidatárias dos Banif e do BES e envolve a nomeação de uma comissão de peritos que irá analisar as reclamações dos pequenos investidores.

Estão abrangidos os lesados do Banif e os lesados do BES não abrangidos pelo Fundo de Recuperação de Créditos criado para os detentores de papel comercial. O objetivo é “delimitar os casos em que se registaram práticas ilícitas na comercialização de títulos com vista a instruir o requerimento de constituição de um Fundo de Recuperação de Créditos junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários”.

A tomada de posse da comissão de peritos teve lugar esta segunda-feira. A comissão de peritos do Banif é composta por Alexandre Jardim (presidente), João Moreira Dias e Catarina São Pedro. Vitor Pereira das Neves vai presidir à comissão de peritos do BES – sucursais exteriores – fazendo ainda parte da comissão João Moreira Dias e Catarina São Pedro, segundo um comunicado da Ordem dos Advogados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

BES: Último grupo de lesados mais perto de receber compensação