prémios

BPI eleito o ‘Melhor Banco de Portugal’ pela Euromoney

Pablo Forero, o CEO do BPI, e Fernando Ulrich, chairman do banco. Fotografia: Estela Silva / Lusa
Pablo Forero, o CEO do BPI, e Fernando Ulrich, chairman do banco. Fotografia: Estela Silva / Lusa

É a primeira vez que o banco recebe este prémio. A inovação, o compromisso social e os resultados recorde na atividade doméstica valeram a distinção.

O BPI foi distinguido esta quarta-feira como o “Melhor Banco em Portugal”, nos prémios de excelência da revista Euromoney, em Londres. A publicação financeira inglesa destacou o crescimento dos resultados do banco durante o ano passado, a capacidade tecnológica e de inovação e o compromisso social.

A distinção em muito se deve aos resultados de 2017, que marcaram um ponto de viragem. No espaço de um ano, o BPI registou o maior lucro dos últimos dez anos no mercado doméstico em Portugal (191 milhões) aumentou a quota de mercado e o número de clientes bateu recordes.

Fernando Ulrich, Presidente do Conselho de Administração, acredita que o prémio reflete “a confiança dos clientes” e “constitui o reconhecimento do rigor com que o BPI sempre foi gerido”.

Na mesma cerimónia, a Euromoney distinguiu o Caixabank como o melhor banco digital da Europa Ocidental (Western Europe’s Best Digital Bank). O banco espanhol é a entidade financeira com mais serviços financeiros digitais em toda a Espanha.

Pablo Forero, Presidente Executivo do banco, acredita que a entrada do CaixaBank no capital do BPI tem permitido ao banco “crescer e reforçar o financiamento à economia, investir na formação digital e promover o desenvolvimento dos recursos humanos”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
7º aniversário do Dinheiro Vivo: Conferência - Sucesso Made in Portugal. 
Pedro Siza Vieira, Ministro da Economia
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Made from Portugal: desafio para os próximos 7 anos

Lisboa, 11/12/2018 - 7º aniversário do Dinheiro Vivo : Conferência - Sucesso Made in Portugal, esta manhã a decorrer no Centro Cultural de Belém.
Rosália Amorim, Directora do Dinheiro Vivo; Antonoaldo Neves, CEO da TAP; João Carreira, Co-fundador e Chairman da Critical Software; Paulo Pereira da Silva, CEO da Renova; João Miranda, CEO da Frulact; Rafic Daud, Co-fundador e CEO da Undandy; Helder Dias, VP of Engeneering da Farfetch 
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Um unicórnio na China, papel higiénico sexy e patê de algas

Dinheiro Vivo | Altran | ISQ

A luta pelo talento, frangos felizes e alfaces em Marte

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
BPI eleito o ‘Melhor Banco de Portugal’ pela Euromoney