Cada português já pagou 1500 euros para financiar bancos

Entre 2008 e 2014, os portugueses injetaram um total de 15,85 milhões de euros nos bancos, mostram os dados da Comissão Europeia Isto significa que, entre capitalizações e compras de ativos, cada português avançou com 1500 euros, cita o Jornal de Negócios.

Elevou-se assim para cerca de 9% do PIB o valor das ajudas públicas diretas à banca desde o início da crise. Estas aplicações renderam até agora 1,17 mil milhões de euros, mostram os mesmos dados.

O valor total das ajudas diretas e receitas associadas complementa a avaliação dos impactos no défice e dívida, revelados pelo Eurostat. Segundo este gabinete estatístico, o apoio entre 2008 e 2014 ascendeu a 10 mil milhões de euros aos défices orçamentais, com destaque para 2014, depois da resolução que deu orgiem e capitalizou o Novo Banco.

A soma dos impactos é inferior à das ajudas diretas, tanto por causa dos juros como dos dividendos que contam como receitas do Estado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Imagem de 2016 sobre as filas no atendimento para obter o passe do Metro, esta tarde na estação do Campo Grande em Lisboa. 
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Passe Família já pode ser pedido. Mas prepare-se para a burocracia

Imagem de 2016 sobre as filas no atendimento para obter o passe do Metro, esta tarde na estação do Campo Grande em Lisboa. 
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Passe Família já pode ser pedido. Mas prepare-se para a burocracia

Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Programa Regressar arranca. Governo dá incentivo até 6500 euros a emigrantes

Outros conteúdos GMG
Cada português já pagou 1500 euros para financiar bancos