Lista dos devedores

“Caixa não aceita ser discriminada”

Paulo Macedo, presidente da CGD

Paulo Macedo alertou para medidas que possam colocar o banco público em desvantagem face a outras instituições.

O presidente da Caixa Geral de Depósitos, Paulo Macedo, alertou que a Caixa não deve ser discriminada em relação a outras entidades financeiras no que diz respeito à eventual exigência de divulgar a lista dos devedores.

“A Caixa não deve ser discriminada negativamente, se não os cliente também o irão fazer”, disse na conferência de imprensa dos resultados trimestrais do banco público. Paulo Macedo salientou também que é importante que “as regras que são impostas sejam aplicáveis em termos europeus”.

Paulo Macedo diz que o que está a ser analisado é a “comunicação de créditos em incumprimento acima de determinado montante”. E refere que se isso se aplicar às instituições financeiras que receberam ajudas públicas, irá abranger “os grandes bancos portugueses”. O presidente da CGD realçou que o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, disse que sem mudança de lei “não há a possibilidade de haver o fornecimento dessa informação”.

Apesar desses alertas, garante que se a legislação for aprovada “a CGD cumprirá”. Mas que “não aceita que exista discriminação”. Paulo Macedo revelou que o banco tem dado a informação pedida pelas autoridades, incluindo a lista dos maiores devedores que foi entregue ao Ministério Público.

“A CGD só em 2017 deu 9600 informações derrogando o sigilo bancário às autoridades. Para a CGD e para todos os outros a derrogação do sigilo bancário é a norma”, disse. E explicou que em termos de sigilo bancário o que está a ser discutido é aumentar as derrogações.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

“Caixa não aceita ser discriminada”