banca

Caixa prepara-se para “aumento de crédito malparado” nos próximos trimestres

Paulo Macedo, presidente da CGD (Global Imagens)
Paulo Macedo, presidente da CGD (Global Imagens)

Durante a conferência de imprensa de apresentação de resultados do primeiro semestre, CGD diz estar a preparar-se para aumento do crédito malparado.

Com a pandemia a trazer incerteza aos próximos meses, o banco indica estar a preparar-se para a possibilidade de um cenário de incumprimento nos créditos nos próximos trimestres. “A Caixa está a preparar-se para um aumento de crédito malparado no quarto trimestre deste ano, mas sobretudo no segundo trimestre do ano que vem”, indicou Paulo Macedo.

“Vamos preparar-nos para um cenário mau mas achamos que a CGD está preparada em termos de capital para suportar esse cenário”, afirmou Paulo Macedo, na conferência do banco público esta sexta-feira.

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos falava sobre o tema das moratórias, que permitiram às famílias e empresas suspender o pagamento de prestações de encargos financeiros até março de 2021. Paulo Macedo aponta que, quando o prazo das moratórias aprovadas chegar ao fim, poderá haver um aumento do crédito malparado, dependendo da recuperação económica e evolução dos próximos meses.

A Caixa atribuiu mais de 48 mil moratórias até dia 28 de julho, avançou o banco, representando um montante total de 6,982 mil milhões de euros. As moratórias atribuídas a particulares representaram 12,1% da carteira de crédito a particulares e as moratórias a empresas contam 31% da carteira de crédito a empresas.

Paulo Macedo sublinha também que a “Caixa vai preparar-se não só para fazer face à recuperação de crédito mas também tentar acautelar o incumprimento.” O presidente executivo destacou que o banco público “estará a todo o tempo disponível para reestruturar aquilo que necessitar de ser reestruturado”.

A CGD apresentou lucros de 249 milhões de euros no primeiro semestre, um recuo de 41% face ao primeiro semestre do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: EPA/PATRICK SEEGER

Bruxelas dá luz verde a Banco Português de Fomento

Exemplo de ouro numa loja de câmbio em Klaaswaal, Países Baixos. (EPA/ROBIN VAN LONKHUIJSEN)

Ouro atinge recorde e excede os 2 mil dólares

Centenas de turistas visitam todos os dias os jardins do Palácio de Cristal, no Porto. Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens

FMI: Portugal com perdas acima de 2% do PIB devido à quebra no turismo

Caixa prepara-se para “aumento de crédito malparado” nos próximos trimestres