banca

CaixaBank diz a acionistas que vai fazer do BPI líder em Portugal

O BPI é controlado pelo grupo espanhol CaixaBank. Fotografia: D.R.
O BPI é controlado pelo grupo espanhol CaixaBank. Fotografia: D.R.

Gonzalo Gortázar assegura a investidores no grupo catalão que BPI vai saltar do quinto para o primeiro lugar em Portugal.

Gonzalo Gortázar, administrador delegado do CaixaBank, assegurou ao comité consultivo de acionistas do grupo catalão que o banco espanhol vai fazer do “BPI o banco líder do mercado português”, segundo avançou o jornal Cinco Dias. Atualmente o banco ainda presidido por Fernando Ulrich é apontado como o quinto maior do país.

O CaixaBank lançou no ano passado uma oferta pública de aquisição sobre o BPI que terminou já este ano e com os catalães a assumir uma fatia de 84,5% do capital do banco, que agora vai ser integrado nas contas do grupo espanhol.

Além das promessas relativas ao BPI, o responsável máximo do CaixaBank afirmou ainda ao comité consultivo de acionistas do grupo que vai dedicar uma fatia superior a 50% dos lucros futuros ao pagamento de dividendos.

Este comité consultivo de pequenos acionistas foi criado no grupo CaixaBank em 2010, que se tornou assim apenas a segunda grande cotada espanhola a apresentar uma estrutura que procura dar voz a acionistas com menos força do que os grandes acionistas – a outra é a Repsol.

Este grupo de investidores no banco conta com 17 investidores que, de forma regular, se sentam com a gestão para manifestar preocupações e conhecer a estratégia do mesmo. Ironicamente, e apesar deste cuidado com os pequenos investidores, foram estes acionistas que se dizem ter sentido expulsos do BPI pelas decisões tomadas entre catalães e angolanos para desbloquear a oferta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Foto: D.R.

TAP soma prejuízos de 111 milhões até setembro. E vai contratar mais 800 pessoas

Outros conteúdos GMG
CaixaBank diz a acionistas que vai fazer do BPI líder em Portugal