BPI

CaixaBank quer Fernando Ulrich como chairman do BPI

CaixaBank substiui atual CEO por Pablo Forero, diretor geral do banco espanhol

Fernando Ulrich vai passar a ser o presidente do conselho de administração do BPI. Esta é a proposta do CaixaBank apresentada esta quarta-feira em reunião do conselho de administração do BPI. Artur Santos Silva vai assumir o cargo de presidente honorário do banco português, propõe o banco espanhol. Para CEO, o CaixaBank propõe Pablo Forero, atual diretor-geral do CaixaBank, segundo o comunicado divulgado junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“O Presidente da Comissão Executiva, Fernando Ulrich comunicou ao Conselho que não pretende manter-se naquele cargo no próximo mandato; os vogais Maria Celeste Hagatong e Manuel Ferreira da Silva tomaram idêntica decisão em relação aos respetivos cargos”, refere o documento.

Fernando Ulrich passará a liderar o conselho de administração com dois novos vice-presidentes: Pablo Forero e António Lobo Xavier, atuais vogais. Pelo menos 15 vogais foram propostos pelo CaixaBank. Este conselho deverá ser completado “em proposta definitiva a apresentar oportunamente” em assembleia-geral.

Artur Santos Silva deverá ser nomeado como presidente honorário do BPI e presidente de uma ” nova comissão do conselho de administração dedicada à Responsabilidade Social”. O atual presidente da Fundação Calouste Gulbenkian “comunicou que não pretende manter-se no Conselho no próximo mandato dos órgãos sociais,

A nova comissão executiva, liderada por Pablo Forero, deverá contar com mais oito membros: José Pena do Amaral, Pedro Barreto, João Oliveira Costa, Alexandre Lucena e Vale, António Farinha de Morais, Francisco Manuel Barbeira, Ignacio Alvarez Rendueles e Juan Ramon Fuertes.

As propostas do CaixaBank serão discutidas na próxima assembleia geral de acionistas, prevista para 27 de abril.

Elogios e agradecimentos

Três dos nove pontos deste comunicado serviram para vários agradecimentos, a começar por Artur Santos Silva.

“O Conselho de Administração manifesta ao Dr. Artur Santos Silva o seu reconhecimento e gratidão pela visão, capacidade de iniciativa e determinação com que fundou em 1981 a Sociedade Portuguesa de Investimentos (SPI) e em 1985 o BPI, primeiro banco privado criado em Portugal depois das nacionalizações de 1975, valorizando de igual modo a independência, seriedade e rigor com que desenvolveu e fez crescer o Banco, transformando-o numa instituição de referência em Portugal e, mais tarde, em Angola, através do BFA. O Conselho orgulha-se de poder continuar a contar com a valiosa contribuição do Dr. Artur Santos Silva como seu Presidente Honorário.”

Sobre Fernando Ulrich, o conselho de administração agradece “a contribuição fundamental que deu ao longo de 34 anos para a afirmação, prestígio e resultados do Banco, primeiro como vogal da Direcção da SPI e do BPI, depois como Vice-Presidente do Conselho de Administração e, nos últimos 13 anos, como Presidente da Comissão Executiva do Banco BPI e Presidente do Conselho de Administração do BFA”.

Ulrich e a equipa de membros da comissão executiva são ainda reconhecidos pelo “decisivo desempenho […] no período mais difícil da crise financeira que se iniciou em 2008, permitindo ao Banco BPI destacar-se muito positivamente no conjunto do sistema financeiro português, como instituição sólida, credível e socialmente responsável”.

A reunião do conselho de administração decorreu no mesmo dia em que o grupo CaixaBank concluiu com sucesso a oferta pública de aquisição lançada sobre o capital do BPI que ainda não detinha, tendo chegado ao fim da operação com 84,52% do capital do BPI, participação que compara com os 45,5% que detinha até agora.

Os resultados da OPA foram divulgados esta quarta-feira em sessão especial de bolsa organizada pela Euronext. Segundo a entidade, o CaixaBank comprou 568,3 milhões de ações durante a OPA, o que obrigou a um investimento de 664,5 milhões de euros. Cada título foi comprado por 1,134 euros.

(Notícia atualizada às 18h15 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, fala perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

Constâncio: Risco para a estabilidade no crédito a Berardo era “problema da CGD”

Outros conteúdos GMG
CaixaBank quer Fernando Ulrich como chairman do BPI