Caixabank

CaixaBank reforça posição no capital social do BPI

Fotografia: REUTERS/Albert Gea
Fotografia: REUTERS/Albert Gea

O CaixaBank reforçou a sua posição no BPI, passando a deter 94,641% do capital social e 94,650% dos direitos de voto no banco.

O CaixaBank reforçou a sua posição no BPI, passando a deter 94,641% do capital social e 94,650% dos direitos de voto no banco, divulgou esta quarta-feira a instituição bancária.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o CaixaBank anunciou a aquisição nos “passados dias 19, 20, 23 e 24 de julho de 2018, de 337.201 acções ordinárias do Banco BPI”, o equivalente “a 0,023% do capital social e 0,023% direitos de voto do BPI, tendo pago um preço médio de EUR 1,45 por ação e um valor total de 488.491,00 euros”.

Desde início de 2017 que o BPI é controlado pelo grupo espanhol CaixaBank, que já tem mais de 94% do capital social, depois de em maio ter adquirido a posição da seguradora Allianz.

Na terça-feira, o BPI divulgou lucros de 366,1 milhões de euros no primeiro semestre, que compara com prejuízos de 101,7 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

Sete dos créditos de risco da CGD tiveram perdas de 100%

Fotografia: REUTERS/Eloy Alonso

Santander anuncia fecho de 140 balcões no Reino Unido

Operadores da Groundforce onde a operação da empresa de ‘handling’ Groundforce inclui números como cinco minutos e 400 toneladas, mas também o objetivo de chegar ao fim de 2019 com 3.600 colaboradores, aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, 22 de janeiro de 2018. Para que os aviões estejam no ar, a Groundforce faz toda a assistência em terra, excetuando o fornecimento de comida e de combustível, como resume o presidente executivo da empresa, Paulo Neto Leite, numa visita guiada aos ‘bastidores’ do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Com o aeroporto de Lisboa “no limite”, Groundforce exige à ANA que invista já

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
CaixaBank reforça posição no capital social do BPI