CGD

CGD. Nova equipa assume funções “o mais rapidamente possível”

António Domingues, presidente da CGD
António Domingues, presidente da CGD

Tomada de posse da nova administração ainda não tem data mas será "seguramente este mês", garante ao Dinheiro Vivo o ministério das Finanças.

A nova equipa de gestão da Caixa Geral de Depósitos, liderada por António Domingues e que teve ontem luz verde do BCE, vai assumir funções “o mais rapidamente possível”, afirmou ao Dinheiro Vivo fonte oficial do ministério das Finanças.

Ainda não há data para a entrada a tomada de posse ou para a alteração legislativa que obrigou à retirada de oito nomes da lista aprovada pelo BCE, avançando a administração, para já, com 11 elementos (sete executivos e quatro não executivos).

A tomada de posse, afirmou fonte da tutela, será “seguramente até ao final do mês”. O DV já tinha avançado que a expectativa é que a tomada de posse ocorra já na próxima semana.

Os 11 elementos aprovados entram já em funções e depois o conselho de administração será reforçado com mais alguns nomes aprovados entretanto. Contudo, a lista final poderá ser menor que os 19 elementos que têm sido referidos pela comunicação social. Ou seja, só alguns nomes serão repescados.

De fora ficou, para já, segundo o “Jornal de Negócios”, Leonor Beleza, Carlos Tavares e Ângelo Paupério – os nomes foram retirados devido à excessiva acumulação de cargos.

Os administradores não executivos que avançam para já, além da comissão executiva, são Pedro Norton, Rui Vilar, Ángel Corcóstegui e Herbert Walter.

O BCE aprovou o modelo de governação, os 11 nomes propostos e o conselho fiscal com quatro elementos propostos pelo ministério das Finanças, assim como a acumulação do cargo de ‘chairman’ com o de CEO por António Domingues. Contudo, esta acumulação só pode ocorrer durante seis meses, tendo o Governo de encontrar uma solução entretanto.

O secretário de Estado do Tesouro, Mourinho Félix, afirmou ao Negócios que o Governo vai contestar esta decisão, numa discussão que se prenderá com as funções do chairman num banco que tem só um acionista.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Algarve, Portugal. Fotografia: D.R.

Algarve lança campanha. “Fiquem em casa para regressarem com mais saudade”

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

CGD. Nova equipa assume funções “o mais rapidamente possível”