banca

CGD revê lucros em alta após venda de banco em Espanha

Paulo Macedo presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos

(Orlando Almeida / Global Imagens)
Paulo Macedo presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (Orlando Almeida / Global Imagens)

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) registou lucros de 417,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, valor que traduz uma revisão em alta face ao inicialmente reportado, devido à venda do Banco Caixa Geral ao Abanca.

“O resultado líquido consolidado atingiu no primeiro semestre os 417,5 milhões de euros”, refere o relatório e contas enviado esta sexta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em setembro, o Banco Central Europeu (BCE) declarou a sua não posição ao processo de alienação ao Abanca de 99,79% do capital do Banco Caixa Geral, em Espanha. Na informação enviada à CMVM, o banco liderado por Paulo Macedo refere que “as contas referentes ao período findo em 30 de junho de 2019 foram alteradas face à sua divulgação inicial para acomodar os efeitos desta decisão”.

Quando, no final de julho, a CGD apresentou resultados, reportou lucros de 282,5 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Novo Banco prevê redução de 1,7 mil milhões de malparado em 2020

Sede do Novo Banco, ex-BES, na Avenida da Liberdade.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Novo Banco não afasta que possa vir a pedir mais capital ao Fundo de Resolução

CGD revê lucros em alta após venda de banco em Espanha