Liquidação

CMVM indica como se devem reclamar créditos do Banif

Fotografia: Leonardo Negrão / Global Imagens
Fotografia: Leonardo Negrão / Global Imagens

O supervisor do mercado de capitais fez um comunicado a explicar como os credores devem proceder na liquidação judicial do Banif.

O Banif viu a sua licença revogada pelo Banco Central Europeu e não houve outra alternativa que não a liquidação judicial, que foi pedida pelo Banco de Portugal. O anúncio do processo de liquidação do Banif foi feito a 4 de julho e esta sexta-feira a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) veio esclarecer como se podem proceder para se fazer a reclamação dos créditos.

“A reclamação de créditos deverá ser apresentada ou remetida por via postal registada mediante requerimento dirigido à Comissão Liquidatária do BANIF, com domicílio profissional na Av. Liberdade, 230 – 230 A, 6º Andar, 1250-148 Lisboa, no prazo máximo de 30 dias corridos, contados após éditos de 5 dias”, refere o regulador num comunicado colocado no seu site.

A CMVM realça que “com o requerimento de reclamação de créditos, eventuais credores deverão juntar os documentos probatórios do crédito reclamado que disponham”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

Sete dos créditos de risco da CGD tiveram perdas de 100%

(Rui Oliveira / Global Imagens)

Quota de mercado dos carros a gasóleo cai para mínimos de 2003

Operadores da Groundforce onde a operação da empresa de ‘handling’ Groundforce inclui números como cinco minutos e 400 toneladas, mas também o objetivo de chegar ao fim de 2019 com 3.600 colaboradores, aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, 22 de janeiro de 2018. Para que os aviões estejam no ar, a Groundforce faz toda a assistência em terra, excetuando o fornecimento de comida e de combustível, como resume o presidente executivo da empresa, Paulo Neto Leite, numa visita guiada aos ‘bastidores’ do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Com o aeroporto de Lisboa “no limite”, Groundforce exige à ANA que invista já

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
CMVM indica como se devem reclamar créditos do Banif