banca

Crédito Agrícola. Justiça investiga ligações familiares em Salvaterra de Magos

Presidente da Caixa Crédito Agrícola Licínio Pina
Fotografia:  João Girão/Global Imagens
Presidente da Caixa Crédito Agrícola Licínio Pina Fotografia: João Girão/Global Imagens

Associados fizeram chegar ao Ministério Público uma queixa-crime contra a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Salvaterra de Magos e Benavente.

Depois do caso da mulher de Licínio Pina, que recebia dois mil euros do Crédito Agrícola para prestar apoio emocional ao CEO, o banco enfrenta nova polémica. Desta vez, em Salvaterra de Magos. Segundo a edição desta quarta-feira do jornal Público, um grupo de 120 associados fez chegar uma queixa-crime ao Ministério Público, por suspeitas de conflito de interesses na instituição.

Os queixosos expõem uma série de ligações familiares existentes na Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Salvaterra de Magos e Benavente. Nesta entidade, o presidente executivo, José Moreira, é irmão do presidente da mesa da assembleia-geral, António Moreira, que por sua vez já foi administrador da Caixa de Salvaterra de Magos, e é sogro do contabilista. Na instituição trabalha ainda Rui Moreira, filho do presidente da mesa da assembleia-geral e sobrinho do presidente executivo.

Os associados reclamam a “inação” da Caixa Central em relação a esta situação, que se arrastará “há muitos anos”. Questionado pelo Público, Licínio Pina, CEO do Crédito Agrícola, declarou que as denúncias estão a ser investigadas, sublinhando que o “atual enquadramento legal” o impede de suspender os administradores em questão.

Já José Moreira respondeu à acusação referindo que trabalham na Caixa de Salvaterra de Magos dois sobrinhos seus, que terão sido “admitidos por concurso” antes de o atual presidente assumir o cargo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Crédito Agrícola. Justiça investiga ligações familiares em Salvaterra de Magos