crédito

Crédito ao consumo bateu recordes em maio

1. O valor dos carros desde cerca de 11% a partir do minuto em que sai com eles do stand

O crédito aos consumidores atingiu o valor mais alto desde pelo menos final de 2012, data dos primeiros dados disponibilizados pelo Banco de Portugal.

O crédito ao consumo atingiu em maio novos recordes. Nesse mês as entidades financeiras emprestaram quase 670 milhões de euros entre crédito pessoal, empréstimos para comprar carros, cartões de crédito, linhas de crédito e descobertos bancários. Foi uma subida de mais de 90 milhões de euros face ao mesmo mês de 2017, segundo os dados disponibilizados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal.

Foi o valor mais alto desde pelo menos final de 2012, data dos últimos dados disponibilizados pela instituição liderada por Carlos Costa. O aumento do crédito surge meses antes de entrarem em vigor as recomendações do Banco de Portugal para a concessão de crédito, que inclui empréstimos ao consumo e também à habitação. Entre as medidas que o supervisor quer ver seguidas está a condição de que a despesa com prestações de crédito não ultrapasse 50% do rendimento disponível.

O crédito automóvel é dos que mais crescem. Em maio foram concedidos quase 290 milhões de euros para a compra de carro, uma subida de mais de 30 milhões de euros face a abril e de cerca de 35 milhões em relação a maio de 2017.

Capturar
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Margarida Matos Rosa, presidente da Autoridade da Concorrência

Tiago Petinga/Lusa

Concorrência acusa 5 seguradoras e 14 administradores de formarem um cartel

Turismo. Fotografia: REUTERS/Nacho Doce

Excedente comercial nacional afunda mais de 68% no 1º semestre

empresas

Quando o nome de família trava o crescimento das empresas

Outros conteúdos GMG
Crédito ao consumo bateu recordes em maio