crédito ao consumo

Crédito ao consumo dispara 15% em outubro

(DR)
(DR)

Foi concedido um total de 639 milhões de euros em novo crédito ao consumo no mês de outubro, um aumento de 15% face a setembro.

O volume de novo crédito ao consumo disparou 15% em outubro, em termos mensais, atingindo os 639 milhões de euros.

O crédito pessoal teve um aumento de 14%, tendo sido concedido um total de 268 milhões em novos empréstimos.

Desde o início do ano, foram já concedidos empréstimos ao consumidor no valor global 6.088 milhões de euros, mais 673 milhões de euros do que em igual período de 2017, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal.

Este é um máximo anual de, pelo menos, seis anos, de acordo com os dados disponibilizados pelo regulador bancário.

Em termos homólogos, o novo crédito ao consumo aumentou 2,5% em outubro.

O número de novos contratos cresceu 12,4% para 135.860, correspondendo a uma subida homóloga de 1,8%.

O recurso ao crédito por parte de particulares tem vindo a aumentar, tanto para a compra de habitação como para consumo.

Para travar a procura de crédito, o Banco de Portugal anunciou a 1 de fevereiro que iria começar a implementar novas regras para a concessão de novos empréstimos.

A medida macroprudencial, aplicável aos contratos celebrados a partir de 1 de julho de 2018, abrange todas as instituições de crédito e sociedades financeiras.

Não é só a concessão de novo crédito que sobe em outubro. Nesse mês, deu-se uma inversão da tendência no incumprimento no crédito, por parte das famílias portuguesas, tanto no caso dos empréstimos à habitação como ao consumo.

No crédito ao consumo, 12,1% das famílias estavam em falta com o pagamento do crédito, em outubro, mais 0,3 pontos percentuais do que em setembro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal

BES: Processos contra Banco de Portugal caem para metade

O primeiro-ministro, António Costa, gesticula durante o debate quinzenal na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de março de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

António Costa: “Portugal vai continuar a crescer acima da média europeia”

Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/ LUSA

Rendas na energia: João Matos Fernandes encontrou “ambiente crispado”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Crédito ao consumo dispara 15% em outubro