crédito

Crédito ao consumo sobe 7,1% em março

Finanças pessoais: Dívidas com cartões de crédito, poupar para a reforma, roubo de identidade e enormes custos com o seguro de saúde são alguns dos problemas.

No final de março, as famílias portuguesas deviam 26,4 mil milhões de euros de empréstimos para consumo, o valor mais alto dos últimos seis anos.

O novo crédito ao consumo aumentou 7,1% em março face ao mês anterior, atingindo os 617,5 milhões de euros.

No total, no final de março, as famílias portuguesas deviam 26,4 mil milhões de euros de empréstimos para consumo e outros fins. Trata-se do valor mais alto dos últimos seis anos.

Este máximo ocorre apesar de, em julho de 2018, ter entrado em vigor uma recomendação do Banco de Portugal. A medida visou travar o aumento da concessão de crédito à habitação e ao consumo a devedores com maior perfil de risco, para proteger as entidades financeiras.

Em comparação com o mês de março de 2018, o novo crédito ao consumo desceu 6,8%.

A componente ‘outros créditos pessoais’ tem a maior fatia do novo crédito contratado – de 276 milhões de euros – e registou um aumento de 6,1%, em termos mensais, segundo dados do Banco de Portugal divulgados esta quarta-feira.

A compra de automóvel com reserva de propriedade subiu 4,9% para 151,2 milhões de euros. O crédito relativo a cartões, linhas e contas a descoberto aumentou 2,2% para 94,2 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Crédito ao consumo sobe 7,1% em março