banca

Deloitte só alertou Caixa para exposição ao BCP e à EDP

(DR)
(DR)

Deloitte não fez qualquer alerta sobre os empréstimos que agora a EY revelou terem sido ruinosos para o banco.

Auditora da Caixa Geral de Depósitos (CGD) entre 2002 e 2015, a Deloitte não alertou para o risco dos empréstimos que se vieram a revelar ruinosos no relatório da EY à gestão do banco público, revela o Jornal de Negócios, esta quarta-feira.

Segundo os relatórios e contas da CGD, durante este período, a auditora limitou-se a sinalizar as participações da instituição financeira em entidades como o BCP e a EDP. Como acabou por revelar a auditoria da EY à gestão do banco estatal, a participação da CGD no BCP gerou uma perda de 559 milhões de euros.

“No exercício de 2004, a CGD registou por contrapartida de reservas e resultados transitados provisões para a totalidade das menos-valias potenciais nas suas participações financeiras no Banco Comercial Português e na na EDP – Eletricidade de Portugal”, refere a ênfase Deloitte, no relatório de auditoria aos resultados de 2004 da CGD, citada pelo mesmo jornal.

No que toca aos créditos concedidos, a auditora não fez qualquer alerta durante este período nas contas da CGD.

 

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(DR)

CGD ainda é dos bancos com mais crédito concedido para compra de ações

Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens

Um terço das empresas não pagou impostos. Mais de mil pagaram AIMI

(Carlos Santos/Global Imagens)

Sindicato e operadores com acordo que pode terminar conflito no porto de Setúbal

Outros conteúdos GMG
Deloitte só alertou Caixa para exposição ao BCP e à EDP