Criptomoedas

Depois do Paypal, Visa e Mastercard anunciam saída do projeto Libra

Facebook, Libra, criptomoeda
REUTERS/Dado Ruvic

Plataforma de criptomoedas do Facebook foi criada ontem à noite.

Se há alguns dias o Paypal anunciou a sua saída da plataforma, o filme ainda não acabou. Ebay, Visa e Mastercard também vão abandonar o projeto. Outras empresas como a Stripe e a latino-americana Mercado Pago também.

As saídas acontecem um pouco antes de a Associação Libra, grupo que supervisiona o projeto se reunir em Genebra, onde os restantes membros devem assinar uma carta que dita a criação da moeda virtual. Com estas desistências, a Associação Libra deixa de ter qualquer empresa de pagamentos relevante na sua lista de membros, não podendo ter uma operadora global a ajudar os utilizadores a converterem a sua moeda e, assim facilitando as transações, indica o Cinco Días.

Os membros que permanecem no projeto são essencialmente empresas de tecnologia, capital de risco, telecomunicações, blockchain e associações sem fins lucrativos. Entre eles, a Lyft, Vodafone, Uber ou empresas de pagamento no Facebook.

“A Visa decidiu não ingressar na Associação Libra neste momento”, afirmou a empresa em comunicado. “Continuaremos a avaliar e a nossa decisão final será determinada por vários fatores, incluindo a capacidade de a Associação atender plenamente a todas as expectativas regulatórias necessárias”.

Enquanto isso, o eBay disse em comunicado que “respeita profundamente a visão da Associação Libra, no entanto, tomou a decisão de não avançar como membro fundador. No momento, estamos focados em implementar a experiência dos pagamentos do eBay para os nossos clientes “.

A moeda digital, que seria lançada em junho de 2020, suscitou dúvidas entre os reguladores, para quem o projeto levanta questões que o grupo ainda não resolveu.

O eBay foi considerado um parceiro-chave do grupo, pois os compradores em todo o mundo gastam 100 mil milhões de dólares por ano na plataforma. O PayPal, um dos membros originais, confirmou que havia deixado a organização em 4 de outubro.

A moeda virtual do Facebook foi oficialmente criada na segunda-feira à noite por 21 membros.

Ao assinar o documento que cria a associação Libra, as empresas fundadoras tornam-se “membros do conselho Libra, o órgão responsável pelo governo da associação”, afirmou o responsável num comunicado enviado à agência de notícias francesa AF.

“Estamos confiantes no desenvolvimento do projeto”, acrescentou Bertrand Perez, garantindo que os recentes afastamentos de empresas como a Paypal, a Visa, a Mastercard ou o eBay não abalou a determinação dos fundadores da Libra. “Para nós, isso não significou nenhuma mudança do projeto”, disse.

*Com Lusa

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Depois do Paypal, Visa e Mastercard anunciam saída do projeto Libra