Empréstimo do Goldman Sachs ao BES julgado em Londres

ng4531604

O empréstimo de 835 milhões de dólares (764 milhões de euros) que o Goldman Sachs montou para o Banco Espírito Santo (BES) dois meses antes do colapso do banco vai ser julgado em Londres. O tribunal rejeitou o pedido do Novo Banco para que o caso fosse julgado em Portugal, segundo avançou o Negócios, e o Dinheiro Vivo conseguiu confirmar.

Esta decisão representa uma derrota para o Novo Banco, já que os advogados da instituição liderada por Eduardo Stock da Cunha tinham pedido para o caso fosse julgado em Portugal, com o argumento de que os tribunais nacionais tinham um melhor conhecimento para tomar uma decisão.

Já o Goldman Sachs, e um grupo de investidores internacionais que contraiu dívida do BES em junho de 2014, através da Oak Finance – veículo criado pelo banco norte-americano – colocaram uma ação para ser julgado nos tribunais ingleses, argumentando que o processo está sujeito à lei inglesa. Além disso, o próprio contrato entre as partes estipulava que, em caso de qualquer disputa judicial, seria o tribunal londrino o competente para julgar o processo.

A probabilidade de pagamento deste empréstimo é muito baixa, já que este foi colocado no “banco mau” por decisão do Banco de Portugal.

A decisão surge no último dia para apresentação das propostas vinculativas finais sobre o Novo Banco e poderá complicar um pouco a vida aos candidatos, em termos de propostas a apresentar. Apollo, Anbang e Fosun têm até às 17 horas para entregar as suas ofertas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Empréstimo do Goldman Sachs ao BES julgado em Londres