crédito

Empréstimos a particulares para habitação mantêm queda em julho

Fotografia:  António Henriques
Fotografia: António Henriques

Novas operações de empréstimos para habitação totalizaram 683 milhões de euros

Os empréstimos concedidos pelos bancos a particulares para habitação continuaram a cair em julho (2,4%) em termos homólogos, assim como os concedidos a sociedades não financeiras (3,2%), segundo dados do Banco de Portugal (BdP).

Em junho, as taxas de variação anual (tva) destes empréstimos tinham sido igualmente negativas (-2,5% e -3,3%, respetivamente).

No conjunto da área do euro, as tva nos empréstimos a sociedades não financeiras e a particulares (habitação) foram de 1,2% e 3,1 (1,2% e 3,3% em junho), respetivamente.

De acordo com a nota de informação estatística do BdP hoje publicada, os depósitos de particulares nos bancos residentes os totalizavam 140,3 mil milhões de euros no final de julho de 2017, refletindo uma tva de -1,7% (-1,0% em junho).

Na área do euro, a tva dos depósitos de particulares foi de 3,3% em julho, inferior aos 3,8% registados no mês anterior.

De acordo ainda com dados publicados hoje pelo BdP, em julho, a taxa de juro média dos novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras foi de 2,72%, o que representa um aumento de 12 pontos base em relação a junho.

“Este acréscimo verificou-se tanto nas operações abaixo de um milhão de euros como nas operações acima de um milhão de euros, com as taxas de juro a fixarem-se em 3,05% (2,97% em junho) e 2,27% (2,13% em junho), respetivamente”, indica o BdP.

O volume de novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras em julho foi de 2,553 mil milhões de euros, montante inferior aos 2,722 mil milhões de euros registados em junho.

Nas novas operações de empréstimos a particulares para habitação, a taxa de juro média foi de 1,59% (1,69% em junho), o que representa um novo mínimo histórico.

No crédito ao consumo e no crédito para outros fins, as taxas de juro médias foram de 7,40% (7,28% em junho) e de 3,77% (3,37% em junho), respetivamente.

O BdP sinaliza também que os volumes de novas operações de empréstimos para habitação, consumo e outros fins totalizaram, respetivamente, 683 milhões, 328 milhões e 162 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Inspeção Geral das Finanças tem inquérito a decorrer.

IGF detetou ilegalidades de 1900 milhões de euros em 2016

Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Acionistas da dona do Meo apresentam queixa por “informação falsa ou enganosa”

Fotografia: JOSÉ COELHO/LUSA

OE2018: Aprovado aumento extraordinário de 6 ou 10 euros nas pensões

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Empréstimos a particulares para habitação mantêm queda em julho